Publicidade
Esportes
Craque

Torcida do Nacional fez a festa na Arena, enquanto a do Princesa aposta na segunda decisão

Torcedores do Leão da Vila Municipal saíram da Arena da Amazônia felizes com a vitória. Enquanto os fãs do Princesa vão esperar pelo duelo do próximo sábado (20)  14/06/2015 às 19:21
Show 1
Galera do Naça fez a festa com a vitória do Leão, na Arena.
Anderson Silva e Denir Simplício Manaus (AM)

A vitória de 1 a 0 sobre o Princesa foi comemorada antes mesmo do final da partida. Os torcedores nacionalinos em maior número no estádio lavaram o bandeirão de mais 60 metros, banners com as fotos dos jogadores e fizeram muita festa nas arquibancadas da Arena.

Empolgados com a campanha do Nacional no Barezão, os torcedores foram em peso. Só não conseguiram acertar o placar do jogo. “Aposto em 3 a 0 para o Nacional”, disse a torcedora Deborah Salazar antes do jogo. Ao final da partida, a previsão “errada” não desanimou a torcedora. “Faltaram dois gols, mas as bolas na trave valeram meio gol”, brincou a torcedora, junto com um grupo de amigos que apostavam em 2 a 0, 3 a 1, além dos 3 a 0. 

Em tom de alegria, membros da Associação das Torcidas Organizadas do Nacional (Aton) realizaram um sorteio de uma rifa no intervalo. No valor de R$ 5, o metalúrgico Gilmar Gomes “faturou” o manto azulino. “Comprei a rifa, tive sorte de ganhar e vou usar com o maior prazer que é do Naça”, gritou o torcedor eufórico com o novo prêmio.

De olho no segundo jogo

Distância, despesas e grau de importância. Três fatores que fizeram com que parte da torcida do Princesa ficasse em Manacapuru. A torcedora Cláudia Nascimento, que gastou R$ 20 com a passagem pra Manaus mais ingresso pra final, confirmou que a maioria da fanática torcida do Tubarão do Norte não veio pra Arena.


“O importante é o segundo jogo. Aí sim, todo mundo vai vir e vamos fazer uma grande festa”, disse. Ezequiel de Souza, outro fã do Princesa, saiu de Manacapuru ao meio dia e já estava pensando na volta. “Eu vim com uns amigos de carro. Assim que terminar o jogo vamos pegar a estrada de volta. A distância é grande e dirigir a noite é complicado”, explicou o torcedor alertando para o risco da volta.       


Publicidade
Publicidade