Publicidade
Esportes
Neste domingo (16)

Torneio de Futebol de Mesa homenageia o pioneiro do esporte no AM, neste domingo

Considerada a casa da modalidade, o estádio Carlos Zamith, em Manaus, terá o primeiro Torneio Memorial Jefferson Marques 14/10/2016 às 13:55
Show unnamed
A temporada é uma realização da Associação Manauara de Futebol de Mesa (Divulgação)
acritica.com

O domingo, dia 16, será dedicado para homenagear o responsável por introduzir o Futebol de Mesa no Amazonas. Considerada a casa da modalidade, o estádio Carlos Zamith, no bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus, terá o primeiro Torneio Memorial Jefferson Marques, a partir das 8h30.

Na oportunidade, a sala localizada abaixo da arquibancada será batizada oficialmente com o nome do precursor que trouxe o esporte para o Estado em 1980. A temporada é uma realização da Associação Manauara de Futebol de Mesa (AMFM), e conta com o apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Falecido em junho deste ano, aos 80 anos de idade, Jefferson Marques, então jogador, fez questão de aprimorar o futebol de botão e deu as primeiras palhetas no futebol de mesa na década de 1980, passando a se tornar o presidente da Federação Amazonense de Futebol de Mesa (FAM). “Ele jogava desde moleque o botão de paletó, o botão de roupa. Depois ele começou a fazer botão de caroço de tucumã. Aí começaram a industrializar os botões. Mais tarde, ele tomou conhecimento do esporte praticado em outros estados e, do ponto de vista material, ele trouxe essa evolução para Manaus”, explicou o filho do ex-presidente, Mauro Souza.

“Em 1985 começaram a surgir as associações e os clubes. Com isso, passou a existir o Campeonato Amazonense, organizado por essas entidades. Depois surgiu a Associação de Futebol de Mesa e foi quando o esporte se profissionalizou e passou a existir a Federação Amazonense de Futebol de Mesa, começando o futebol de mesa para valer. Aí, com estatuto montado, e tudo mais, ele foi oficializado ao presidente da federação e o campeão passou a competir nacionalmente”, contou Souza.

De acordo com o diretor da AMFM, Winnetou Almeida, todo o dia 16 de outubro vai ficar marcado no calendário da organização como o dia de homenagem o fundador. “É uma justa homenagem a um dos amantes do futebol de mesa. Ele foi o que trouxe o futebol de mesa para o Amazonas. Como ele veio falecer, resolvemos fazer esse memorial, com os jogos, e também vamos receber recortes de jornal da época doado pela família. Também será a primeira vez que vamos dar o pontapé inicial, a palheta inicial, pelo filho (Mauro) e a nossa sala vai ganhar a placa com o nome dele”, declarou Almeida, que espera mais de 30 participantes na disputa que garante vaga no Campeonato Amazonense.

“Essa homenagem eu vejo como um reconhecimento para todo mundo que joga o futebol de mesa. Também é um reencontro das pessoas que jogavam na década de 80 e agora estão trazendo os filhos”, agradeceu Mauro.

Publicidade
Publicidade