Segunda-feira, 27 de Maio de 2019
PREPARAÇÃO

Treinador de 'pérola' do UFC vai para Tailândia aperfeiçoar técnica

Técnico da lutadora do UFC, Ketlen Silva, passará um mês na Tailândia. No país, ele participará de treinamento de Muay Thai, corrida de rua, box e MMA



20/01/2017 às 17:19

O professor de Muay thai, Cosme Junior, de 32 anos, demonstra ansiedade toda vez que fala na viagem que vai fazer no dia 5 de fevereiro. O destino é a Tailândia, palco do nascimento da arte marcial, que tem caído no gosto não só dos homens, mas também das mulheres. O objetivo do intercâmbio é aprimorar o conhecimento para voltar ao Brasil e aperfeiçoar o treinamento da sua ‘pupila’, a lutadora amazonense do Ultimate Fighting Championship (UFC), Ketlen Silva. 

O sonho de treinar na Tailândia é comum entre os professores, instrutores, treinadores e lutadores da arte marcial. Para Cosme era um sonho profissional distante, mas que acabou se tornando realidade quando ele menos esperava. “Ir para Tailândia era um sonho antigo. Na verdade, é o desejo de todos os admiradores da área. Só de pensar em ir, fico muito ansioso. Tenho treinado muito forte para aproveitar cada minuto”, revelou o treinador.

No país, o professor deve passar por um treinamento composto por diferentes modalidades, como corrida de rua, MMA, boxe e muay thai.  “Vou fazer uma especialização na modalidade. Decidi ir um dia desses e logo depois comprei a passagem. Quero ampliar meus conhecimentos nesta viagem, pois além de adquirir mais experiência. Vou despertar a curiosidade de outros professores. Muitos lutadores já passaram por esse intercâmbio na Tailândia. Mas acredito que eu serei o primeiro professor do Amazonas a ir”, explicou.  

Além de Ketlen, Cosme treina o lutador do The Ultimate Fighter (TUF) Brasil 4, Erick Silva. O que comprova o seu pensamento do Amazonas ser um celeiro de grandes lutadores, pois a cada ano aparecem novos talentos com a capacidade de ingressarem no UFC.

“Tenho treinado grandes atletas. Mas a maior satisfação para mim foi ter revelado um talento, como a Ketlen. Em dois anos de MMA, ela conseguiu entrar no UFC. Por isso, que o meu desejo quando voltar da Tailândia será aprimorar mais o treinamento dela. Porque o Muay thai é a minha vida, minha profissão. Tenho certeza isso fará com que a gente domine Manaus”, comentou o treinador.

Inicio
A história de Cosme com o Muay thai começa há doze anos, quando ele ainda residia em Minas Gerais. Natural do Amazonas, resolveu voltar para Manaus e investir no desenvolvimento do esporte regional.

“Um dia acreditei que conseguiria expandir a modalidade em Manaus. Desde desse dia, já surgiram vários campeonatos da arte marcial no nosso Estado. Claro que foi muito difícil chegar até aqui, mas agora temos no Amazonas vários professores que estão se qualificando, e isso não tem nada a ver com a concorrência dos lutadores”, disse.

Crescimento
Quando comenta do crescimento da representação do muay thai no Brasil, o professor afirma que aproximadamente 80% dos seus alunos são mulheres. Deixando de lado todo o preconceito que envolvia a modalidade anos atrás, que deveria ser apenas de homens.

“As atrizes globais começaram a praticar o muay thai e divulgaram isso. Agora a modalidade começou a cair no gosto também da mulherada, porque melhora muito a parte física. A maioria dos meus alunos são mulheres. Isso é muito legal de se perceber”, comemorou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.