Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
Craque

Três grandes clubes pretendem recorrer ao 'tapetão' para permanecerem na Série A

Vasco, Fluminense e Coritiba preparam dossiê com supostas irregularidades na escalação de jogadores baseados em uma nova regra do regulamento do Brasileirão deste ano. Caso o STJD acate a denúncia, Ponte Preta, Criciúma e Portuguesa seriam os maiores prejudicados



1.jpg O caso será levado à STJD e à CBF
25/11/2013 às 18:07

Clubes ameaçados de rebaixamento no Brasileirão 2013 se articulam para criar um dossiê a ser entregue para a Justiça Desportiva contendo irregularidades contra Ponte Preta, Portuguesa e Criciúma. Uma possível punição com perda de pontos às agremiações praticamente selaria a ida destes clubes para a Série B de 2014 e livraria times como Vasco da Gama, Fluminense e Coritiba – os denunciantes, do descenso.

A notícia foi veiculada nesta segunda-feira (25) pelo site ESPN.com.br em matéria assinada pela jornalista Camila Mattoso. A reportagem revela a manobra de bastidores para livrar alguns times no que é conhecido como "tapetão".

De acordo com a matéria, dois dirigentes dos times citados explicaram que súmulas de várias partidas realizadas nesta temporada estão sendo minuciosamente avaliadas para averiguar a escalação irregular de jogadores dos times acima citados. A alegação é uma regra nova do regulamento que "limita em cinco o número de jogadores transferidos de outros clubes da Série A".

Segundo a nova regra especificada no Capitulo 3 do Regulamento Específico da Competição, no artigo nono, em seu parágrafo único, normatiza que "cada clube poderá receber até cinco atletas transferidos de outros clubes do Campeonato da Série A; de um mesmo clube da Série A, somente poderá receber até três atletas".

Os clubes que se articulam justificam que a Lusa, por exemplo, conta com ao menos 13 jogadores emprestados de outros clubes na Série A neste ano, que jogaram durante a temporada.

CBF é contra

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se manifestou contrária à manobra dos clubes reclamantes. O diretor do departamento técnico da entidade entende que “o regulamento vale a partir do início do Campeonato Brasileiro e para jogadores que tenham disputado pelo menos um jogo do torneio pelo clube cedente”, o que significa que só haveria irregularidade na escalação destes titulares caso qualquer clube tenha mais de cinco jogadores que atuaram por outras equipes nesta temporada do Brasileirão.

Os clubes envolvidos na investigação contra as supostas irregularidades devem encaminhar os documentos aos departamentos jurídicos ainda nesta semana. Caso os advogados enxerguem que o assunto tem procedência, os clubes devem ingressas com uma denúncia formal na CBG e no Supremo Tribunal da Justiça Desportiva (STJD).

O código de conduta do STJD prevê perda de três pontos para cada jogo onde conste a escalação irregular de atletas. Caso o imbróglio seja levado à diante, Portuguesa, Criciúma e Ponte Preta, podem perder ao menos seis pontos cada um.


Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.