Publicidade
Esportes
Craque

Trio de ataque revelado no Rio Negro está de malas prontas pra jogar no futebol da Europa

Ronan, Lucas Peteca e Bruno Torres atuaram pelo Galo no Campeonato Amazonense deste ano e estão de saída para o futebol europeu. Do trio, dois seguirão para a Suíça, enquanto o terceiro vai jogar na segunda divisão de Portugal 01/07/2015 às 16:23
Show 1
Ronan, Lucas Peteca e Bruno Torres disputaram o Estadual pelo Rio Negro e estão de malas prontas pra Europa.
Denir Simplício Manaus (AM)

O ousado trabalho de renovação, aliado a falta de recursos, da equipe do Rio Negro na campanha no Campeonato Amazonense de 2015 começou a render frutos. Pelo menos para três jogadores do time que terminou o Barezão na penúltima posição do torneio. Os atacantes Ronan, Lucas Peteca e Bruno Torres estão de malas prontas para deixar o Estado e seguir para o futebol da Europa.

De acordo com Mozart Carlos, procurador dos atletas, os jogadores devem deixar o Amazonas para reforçar clubes europeus o quanto antes. Maior destaque do trio de atacantes, Ronan já esteve na Europa no ano passado onde atuou por quatro meses no Renens, da Suíça, onde atuou em três partidas marcado três gols.

“O Ronan tem contrato ainda com o Renens, da Suíça, e deve retornar antes do final do ano. Nós estamos esperando apenas os dirigentes de lá entrarem em contato conosco”, disse Mozart, explicando que o atacante só voltou para Manaus por causa da paralisação do campeonato no país europeu por conta do rigoroso inverno.

Enquanto não retorna ao frio da Europa, o veloz jogador revelado no futebol de Presidente Figueiredo (distante 107 quilômetros de Manaus) vai disputar o Amazonense de Juniores pelo time do Manaus FC. Aos 20 anos, Ronan deve se apresentar à equipe comandada pelo técnico Garanha nesta quinta-feira (2).

Dupla do Galo na Terra do Chocolate

Outro que deve se juntar a Ronan na Suíça é Bruno Torres, que fez dupla com Ronan no ataque do Galo da Praça da Saudade no Barezão deste ano. O atacante de 19 anos tem pré-contrato firmado com o Renens para atuar na equipe Sub-20 da Suíça. O jovem paraense, um dos poucos do elenco do Rio Negro de fora do Estado, também vai manter a forma disputando o Barezinho deste ano pelo Manaus FC.

“Vou procurar focar nos treinamentos no Manaus. Batalhar, treinar forte pra chegar bem lá”, disse o jovem atacante, demonstrando um pouco de ansiedade com a mudança. “A expectativa é muito grande. É outro futebol, outra cultura. Minha família está apreensiva, mas me dá todo o apoio”, comentou Bruno Torres.

Peteca de bola cheia

Fechando o trio de ataque rionegrino que está se despedindo do futebol amazonense está Lucas Peteca. O atacante, de 19 anos, foi negociado com o Clube Atlético Alcanenense, da região de Alcanena, no Distrito de Santarém, em Portugal, e irá disputar a Segunda Divisão Lusitana entre os profissionais.

Segundo o representante do atleta, Mozart Carlos, o visto de trabalho liberado pelo Consulado de Portugal, em Manaus, deve estar pronto em breve e até o dia 24 de julho o jogador deve se apresentar no time português.


O jogador marcou cinco gols no Estadual profissional deste ano e atualmente é um dos artilheiros do Amazonense de Juniores com a camisa do Sul América. Com 1,80m de altura o jogador se destaca entre os atletas do Trem da Colina e já balançou as redes em quatro oportunidades no Barezinho 2015, em apenas três jogos com a equipe.

“Estou com a cabeça tranquila. Estamos esperando apenas o visto de trabalho de Portugal pra liberação”, disse Peteca, que deve ser chamado de Lucas Bueno quando estiver atuando nos gramados lusitanos. O atacante afirmou que vai viajar sem a companhia de nenhum familiar, mas já recebeu conselhos da mãe. “Minha mãe está meio nervosa com a viagem. Me disse pra ter cuidado, prestar atenção, que é outro país... coisas de mãe mesmo”, brincou.

Peteca deve atuar com a camisa do Sulão nesta quinta-feira (2), às 15h, contra o Iranduba, no estádio Carlos Zamith, pela quarta rodada do Estadual de Juniores. Mesmo pré-negociado com o futebol europeu, Lucas vai à campo para tentar aumentar a artilharia no Sub-20 local. “Vou pro jogo, sem problemas. Já havia conversado com o treinador (Marcelo Galvão) sobre a possibilidade de deixar o time, caso aparecesse uma proposta. Vou continuar jogando até o dia da viagem”, finalizou.


Publicidade
Publicidade