Publicidade
Esportes
Craque

Troca de ingressos para o jogo Amigos do Zé Aldo x Amigos do Pizzonia inicia segunda (15)

Organizadores anunciaram vinda do jogador Léo Moura, ex-Flamengo, além de uma partida preliminar entre os juniores de Rio Negro e São Raimundo 12/02/2016 às 13:15
Show 1
Os detalhes sobre as operações foram repassadas em entrevista coletiva no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Zona Centro-Sul
Camila Leonel Manaus (AM)

A organização do jogo solidário entre Amigos do José Aldo e Amigos do Antônio Pizzonia realizou coletiva na manhã desta sexta-feira (12), no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), para anunciar novidades sobre o evento, que acontece no dia 27 de fevereiro, às 18h, na Arena da Amazônia.

Entre as quais estão o anúncio da participação do ex-lateral do Flamengo, Léo Moura, e a realização de preliminar entre os juniores de São Raimundo e Rio Negro. Além de arrecadar alimentos para o interior do Estado, o jogo festivo servirá como evento-teste para os Jogos Olímpicos no mês de agosto.

A entrada para a partida será um quilo de alimento não perecível. Doadores de sangue poderão apresentar o certificado de doação nos oito postos de troca espalhados pela cidade. A aquisição de ingressos começa nesta segunda-feira (15) nos seguintes pontos:

Vila Olímpica, Zona Oeste; Centro de Convivência Padre Pedro Vignólia, Zona Norte; Núcleo Integrado de Proteção Social do Jorge Teixeira, Zona Leste; Centro de Convivência Magdalena Arce Daou, Zona Oeste; Centro Cultural Povos da Amazônia, Zona Sul; Centro de Convivência Aparecida, Zona Sul; Estádio Carlos Zamith, Zona Leste e Secretaria de Estado dos Direitos de Pessoas com Deficiência (Seped), na Zona Centro-Sul da capital.

“Nós vivemos tempos de dificuldade, momentos de crise, mas não podemos nos esquecer de ajudar o próximo é um evento filantrópico estar juntos todos nós, tenho certeza que esse evento esportivo, mas de caráter filantrópico, será um grande sucesso”, disse o secretário de segurança pública, Sérgio Fontes.

Além dos alimentos, a organização espera arrecadar sangue para abastecer o banco de sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoan) que sofreu baixas no estoque após o carnaval.

“Nós estabelecemos que temos que ter, permanentemente dentro da instituição mil bolsas de sangue e obviamente que esses grandes eventos baixam muito o estoque. Antes do carnaval nós estávamos com mil bolsas no hemoam e o consumo foi exagerado e hoje nós temos menos que 500 bolsas disponíveis, então nós precisamos recuperar rapidamente esse estoque”, explicou o diretor-presidente do Hemoan, Nelson Fraiji. Segundo ele, o tipo sanguíneo mais necessário é o tipo “O” positivo, mas que sangues do tipo negativo, que são mais raros, também são necessários.

Teste para as Olimpíadas

Funcionando como teste para as Olimpíadas, o jogo será uma forma de órgãos de trânsito, segurança e saúde testarem as operações que serão utilizadas nos Jogos. De acordo com o Coronel Oliveira Filho, coordenador adjunto do CICC, a ação será integrada entre as polícias e áreas de segurança próximas à Arena estarão sendo avaliadas.

“O evento é um evento-teste para os Jogos. Vamos estar testando umas áreas específicas de segurança. O perímetro de acesso aos espectadores tem um perímetro interno e externo que vai ser flexibilizado. Vamos estar testando o serviço da policia militar, do Corpo de Bombeiros. Vão estar atuando conosco Manaustrans, guarda municipal e a SMTU na área de mobilidade nas áreas que vão estar sendo testadas com a finalidade de fazer o mesmo padrão que vai acontecer nos Jogos Olímpicos”, explicou.

Quem também passará por testes serão os voluntários dos Jogos Olímpicos da Rio 2016. No dia do jogo, 500 deles trabalharão dentro da Arena da Amazônia.

“Existe uma comissão específica que trata deste assunto, mas já estão sendo selecionados e confirmados 500 voluntários que estarão atuando no interior da Arena como orientadores e prestadores de serviços, por assim dizer, em apoio aos espectadores que estarão lá”, comentou.

Outra novidade é que a idade mínima para crianças, que é de cinco anos, será flexibilizada. Crianças menores de cinco anos poderão entrar no estádio desde que acompanhados do responsável.

Publicidade
Publicidade