Publicidade
Esportes
Craque

Tufão de esperança na Colina: São Raimundo derrota o Rio Negro e segue vivo do Barezão

Bicolor colinense se mantém na luta pela última vaga nas semifinais do Campeonato Amazonense. Para conseguir entrar de vez no G-4, o Mundico têm de vebecr os dois próximos jogos e torcer contra o Penarol 17/05/2015 às 22:19
Show 1
Na fé, São Raimundo segue com chances de avançar às semifinais do Barezão.
Denir Simplício Manaus (AM)
Um “Tufão de Esperança” na Colina. Foi com essa sensação que os torcedores do São Raimundo deixaram o estádio Ismael Benigno no fim da tarde deste domingo (17), depois de assistirem o Mundico bater o Rio Negro  pelo placar de 3 a 2. O resultado manteve vivas a esperança do time colinense de conseguir a única vaga que ainda resta para as semifinais do Campeonato Amazonense, hoje nas mãos do Penarol.

O  nível do duelo entre Galo e Mundico foi muito abaixo do esperado. Sem mais nenhuma pretensão no Barezão, os “Galinhos da Praça da Saudade” entraram em campo pensando em seus futuros. A maior parte do elenco comandado por Roberley Assis deve deixar o Rio Negro após a partida do próximo domingo (24) diante do Fast Clube.


Para o São Raimundo era mais um jogo de vida ou morte. Repleto de desfalques e jogadores atuando no sacrifício, a equipe do técnico Eduardo Clara foi pro jogo necessitando desesperadamente da vitória, e conseguiu. Agora é vencer os compromissos contra Iranduba e Manaus FC e ainda torcer por um tropeço do Penarol, que ainda pega o Galo e Hulk nas duas próximas rodadas. 
   
Mundico vivo

O Tufão saiu na frente aos 12 minutos de jogo, depois que a arbitragem marcou recuo de bola dentro da grande área do Galo. Na cobrança, Adonias rolou para Carlos encher  o pé e fazer 1 a 0 para o São Raimundo. Os meninos do Galo foram atrás do empate e conseguiram após  Ronan achou Lucas Peteca livre para chutar cruzado e igualar o marcador aos 25 minutos: 1 a 1.

Sete minutos depois, Thomas deu bom passe para Jaiminho invadir a área rionegrina e, aos 32 minutos, recolocar o Mundico na frente do placar: 2 a 1 e fim de primeiro tempo.


Na segunda etapa o jogo continuou morno e sem muita criatividade de ambos os lados. Paredão só foi exigido aos 13 mintos depois de chutes de Ramon e Jaiminho. Kléber, que entrou na vaga de Thomas ainda no primeiro tempo, cansou de perder gols, até que conseguiu balançar as redes aos 22 minutos do segundo tempo, após passe de Adonias: 3 a 1 Mundico.

Quando parecia que o Tufão iria fazer o quarto gol e definir a partida, o zagueiro Uilton falhou e Lucas Peteca fez de novo 33 minutos: 3 a 2 pro Tufão. Kléber voltou a perder chances incríveis e, aos 45 minutos, depois de mais um lance desperdiçado, Adonias cobrou seriedade do atacante e ambos trocaram empurrões, senda expulsos de campo.


Vieram os acréscimos do jogo e o desespero bateu no Mundico, até que o árbitro Uesclei dos Santos apontou o fim da partida e deu o alívio para o São Raimundo, que segue vivo no Barezão. Na próxima quarta-feira (20), às 20h, na Colina, o Tufão recebe o Iranduba em mais um jogo decisivo.
 
Publicidade
Publicidade