Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
Craque

Um amazonense rumo a São Silvestre

Único amazonense com vaga no pelotão de elite da principal corrida da América Latina corre atrás de como embarcar



1.jpg Único amazonense com vaga no pelotão de elite da principal corrida da América Latina corre atrás de como embarcar
22/12/2012 às 18:52

Última prova esportiva do ano, a 88ª Corrida Internacional São Silvestre irá reunir, no dia 31 de dezembro, mais 25 mil corredores de vários Estados e países. A grande novidade de 2012 ficou por contada da largada e do horário da competição. Pela primeira vez na história, a prova começará 4h50 (horário de Manaus), saindo da avenida Paulista (próximo à rua Ministro Rocha Azevedo), com chegada no mesmo local.

Entre os milhares de atletas que disputarão os 15km e passarão pelas principais ruas e avenidas da capital paulista, está Jean Pereira, único amazonense indicado pela Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas (Fedaeam) a fazer parte do pelotão principal, categoria Elite A.



De acordo com presidente da Fedaeam, Margareth Bahia, o atleta conseguiu passar na rígida avaliação dos organizadores das provas, que analisaram o currículo do corredor com os tempos obtidos nos últimos 12 meses em provas oficiais.

“Para correr no pelotão de elite é preciso qualidade, por isso que existe essa triagem e não acho o procedimento errado. Pelo contrário, sou a favor. Afinal, um grande evento merece ter na categoria principal os melhores”, comenta Bahia, ao afirmar que Ciranilde Santos também alcançou índice para representar o estado no pelotão geral pelo naipe feminino. Entretanto, a atleta não aceitou participar por ter que arcar com passagens aéreas e hospedagem.

“A Federação não tem obrigação em dar passagem e hospedagem para este evento. O que eu consegui fazer para auxiliar o Jean, foi solicitar da Sejel (Secretaria de Estado da Juventude, Desporto e Lazer) passagem aérea para o Jean. Mas ainda estou aguardando a resposta até o final da semana”, disse a titular.

Assim como Margareth, mas muito mais ansioso, Jean Pereira também espera pelo sinal da Secretaria Estadual. Entretanto, o atleta não afirma que mesmo se não conseguir a passagem pela entidade, fará uma “cotinha” entre os amigos para ir a terra da garoa.

“Eu não tenho condições de comprar, mas graças a Deus sempre tive muito gente para me apoiar. Dessa vez não será diferente, irei pedir dinheiro de um amigo e outro até interar uma passagem. Só não deixar de ir. Ficarei muito triste”, diz Jean, que em quatro edições, teve seu melhor desempenho em 2008, quando marcou 49min25 e ficou em 47º lugar. Para a 88ª edição, o corredor afirma que pretende terminar a prova abaixo dos 49 minutos.

“Este ano quero baixar muito meu tempo e sei que posso fazer isso. Isto é um sonho que vou fazer de tudo para realizá-lo”, destacou o corredor, ao considerar que o horário da prova irá contribuir para um melhor desempenho. “Pela manhã o corpo trabalha melhor e tem mais disposição. E com certeza estará um clima fresco, o que possibilita uma corrida melhor. A tarde geralmente esfria e o corpo padece. Só sei que com chuva ou sol farei o meu melhor”, ressaltou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.