Publicidade
Esportes
Craque

Um dia antes de completar 101 anos, por tabela, Galo garante o retorno à Série A do Estadual

A conquista do time do Rio Negro veio pelo empate por 1 a 1 entre Operário e Cliper/Tefé, no jogo desta quarta-feira (12) à noite, no estádio da Colina 13/11/2014 às 08:47
Show 1
Nando (E) marcou o gol do Cliper que devolveu seu ex-clube à Primeira Divisão
Anderson Silva Manaus (AM)

Não poderia haver melhor presente de aniversário para o Rio Negro - que completa 101 anos hoje - do que o retorno à elite do futebol amazonense. E nem foi preciso entrar em campo para subir, antecipadamente. A conquista veio pelo empate por 1 a 1 entre Operário e Cliper/Tefé, ontem à noite na Colina.

Com nove pontos ganhos, o Galo pode até perder na última rodada que mesmo assim será o campeão do primeiro turno.

Como sobem dois clubes para a Série A, o jogo de domingo contra o CDC Nova Olinda será apenas para a torcida festejar o acesso, que acontece pela terceira vez na história do clube barriga preta.

Ontem, o Operário precisava derrotar o Cliper para se igualar ao Rio Negro e tentar superar o Galo na última rodada.

E até começou o jogo abrindo vantagem. Logo aos 14 minutos, Pastor cometeu pênalti em Dan. Clemilton cobrou bem e abriu o placar na Colina.

Mas, aos 34 minutos veio o gol comemorado pelo Cliper e principalmente pelo Rio Negro, que jogava de arquibancada.

O lateral Émerson cruzou para Nando de perna esquerda mandar para o gol. 1 a 0.

Só tentativas

Com mais vigor e precisando da vitória, o Operário não conseguiu balançar as redes. Charles e Neto desperdiçaram boas chances e viram o Cliper crescer na partida, mas a exemplo do Sapão não conseguiu converter as oportunidades. No fim, só sobrou frustração para os jogadores do Operário.

Publicidade
Publicidade