Quarta-feira, 08 de Abril de 2020
Craque

Uniforme ‘alternativo’ ganha de goleada no comércio de Manaus

A 50 dias da Copa do Mundo, torcida começa a correr atrás das camisas das seleções. Porém, os uniformes oficiais dos times são deixados de escanteio pelos amazonenses



1.gif Camisas da Seleção Brasileira são campeãs na preferência. Os outros “favoritos” na corrida pelo título, como Argentina e Alemanha também marcam presença no comércio local
23/04/2014 às 10:48

O preço “salgado” dos uniformes oficiais das seleções que vão disputar a Copa do Mundo no Brasil está fazendo com que os uniformes “alternativos”, para não dizer os “piratas”, caiam na preferência dos amazonenses. Para se ter uma ideia, a fornecedora de materiais esportivos da Seleção Brasileira – que também é a mesma das seleções dos Estados Unidos, Inglaterra e França – vende uma camisa do nacional por até R$ 249.

“Na verdade, a nossa procura ainda está bem abaixo do que esperávamos. Acredito que em meados de maio as camisas dos países que irão jogar aqui vão começar a ser vendidas”, disse um vendedor da loja da Super Sport, 24,



De acordo com o gerente de visual e de merchandising da Centauro, George Sodre, mesmo com a presença de cinco países europeus, dois da América do Norte e um africano em Manaus, a camisa que mais sai continua sendo a da Seleção Brasileira.

“A procura pela camisa de países que irão jogar aqui em Manaus existe, mas o que mais atrai o torcedor é a do Brasil. Temos linhas que vão de R$ 39,99 até a oficial, de R$ 249,99”, contou.

O gerente disse ainda ter as linhas opcionais (original, mesmo fabricante mas sem a tecnologia que envolve a camisa do jogador), para aqueles torcedores que pensam em economizar.

“Temos uma coleção toda em promoção. Camisas oficiais dos torcedores para Espanha, Alemanha e Argentina por R$ 100”, disse o vendedor que justificou o preço. “Vamos receber um grande estoque (de camisas) dos países que vem jogar aqui. Por isso, queremos acabar com este estoque atual”, encerrou.

Se nos shoppings a venda dos uniformes oficiais está em baixa, o mesmo não acontece no Centro da cidade. As “réplicas” estão vendendo “como água” e dando goleada nas “oficiais”.

“Temos camisas do Brasil feminino e masculino de R$ 10. As (camisas) pólos dos outros países custam R$ 49,99”, revelou a vendedora Iris Rendeiro, 34, que trabalha na loja Nova Jambo.

No Centro até as camisas das seleções da Itália e Portugal – que vão jogar em junho em Manaus – também têm grande procura. “Não tem como alguém comprar uma camisa por R$ 250 para usar durante um dia. A réplica da camisa de Itália e Portugal tem vendido bem”, contou o ambulante – que não quis se identificar – e que comercializa as camisas por R$ 30 reais. “Dá para vender até por R$ 25. Acho que os gringos só vão chegar em Manaus no mês de maio”, explicou.

Para o gerente de uma loja de artigos esportivos na Avenida 7 de Setembro, Vicente Paulo, o motivo da procura maior pelos modelos “alternativos” é o preço. “É caro a camisa oficial e o nosso público tem procurado bastante as camisas que vendemos. Vendemos umas camisas da Holanda, Itália, Inglaterra por R$ 59,90. O material é bom e tem saído bem”, encerrou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.