Sexta-feira, 30 de Julho de 2021
Ação

Universitários criam projeto de cobertura de jogos de futebol no AM

Com a iniciativa, eles pretendem se firmar no jornalismo esportivo



WhatsApp_Image_2021-06-16_at_20.03.19_32D11F48-34DA-4DF7-8DDF-1A82619F0F45.jpeg Foto: Divulgação
16/06/2021 às 20:05

O futebol é a paixão de muitos brasileiros. E paixão não se explica, acontece! Foi por esse amor que um grupo de sete alunos da faculdade Uninorte decidiram criar o 'Clubismo Baré'. Esse foi o meio que eles acharam de divulgar o futebol amazonense e mostrar a importância que a modalidade tem para a vida desses universitários.

Criado pelos acadêmicos do curso de jornalismo: Calvin Paixão, Mairo Queiroz, Paloma Fernandes, Marcos Roque, Monique Evelyn, Feifyane Ramos e Josias Muniz, o objetivo do Clubismo Baré é mostrar que futebol manauara é forte, contendo talentos, dentro e fora das quatro linhas. Por isso, eles utilizam a maioria das redes sociais para postarem suas análises, reportagem e também, semanalmente, produzem podcast com convidados do jornalismo esportivo. 



Um dos fundadores do projeto, Calvin Paixão, 34, contou como ocorreu a iniciativa para criação. Segundo ele, a saudade dos tempos áureos do futebol baré foi um dos principais motivos. A ideia surgiu em 2019, mas só no seguinte ano, conseguiram ‘pôr em prática’. 

"O Clubismo Baré surgiu na busca de colocar o futebol profissional do Amazonas em evidência, de tentar recuperar a torcida que nos anos 60 e 70 lotavam estádios, além das grandes rivalidades, sadias, claro. Algo que estava um tanto esquecido, mas que nos últimos anos, tem sido resgatado por jovens jornalistas que amam seu Estado de nascimento ou que os acolheu. É uma nova safra de torcedores locais", contou. 

Mão na obra

Os integrantes precisam ‘fazer gol’ na hora da programação. Dentro do possível, eles tentam manter tudo bem organizado e dividem suas escaladas, para não perder nenhum lance. 

"Escolhemos uma partida e fazemos uma escala dentro do possível, pois, como estamos no começo ainda nos dividimos em outras atividades. Levamos os equipamentos que temos e procuramos montar as publicações logo quando o jogo termina. Temos também o TR do Clubismo Baré no twitter, onde aqueles torcedores que não podem estar no estádio, acompanhem a partida", explicou. 

Vitrine

As oportunidades chegam através de nossos esforços e precisamos agarra-las quando elas aparecem. Foi o que fez a Paloma Fernandes, 21, que por meio do Clubismo Baré foi chamada para trabalhar na assessoria do Nacional FC, na temporada de 2021.

"Sinto que estou no caminho certo. Essa oportunidade eu agarrei com um único objetivo de ser reconhecida através do esporte. Todo dia aprendo algo novo, me trouxe amadurecimento e experiências incríveis. Espero que sirva de inspiração para quem sonha em entrar nessa editoria esportiva. Persista e não desista, se dedique no que você faz e sempre vão usufruir no seu melhor", concluiu a estudante.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.