Domingo, 21 de Julho de 2019
Craque

Valcke pede desculpas e diz que foi mal interpretado no Brasil

O dirigente da Fifa ainda argumentou que a expressão usada na ocasião "se donner un coup de pied aux fesses" é comum na França, país de origem de Valcke



1.jpg O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, durante entrevista coletiva sobre a organização da Copa do Mundo de 2014, no Ministério do Esporte.
05/03/2012 às 20:01

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, deu uma resposta praticamente imediata à solicitação formal - e com alguns erros - do governo brasileiro para que fosse afastado da interlocução com relação à Copa do Mundo. Também em carta, Valcke pediu desculpas pelas declarações da sexta-feira passada, quando disse que o Brasil deveria receber um "chute no traseiro".

O dirigente da Fifa ainda argumentou que a expressão usada na ocasião "se donner un coup de pied aux fesses" é comum na França, país de origem de Valcke, e que a tradução ao pé da letra gerou "interpretações incorretas". Segundo o secretário-geral, a intenção era fazer entender a necessidade de acelerar o ritmo nos preparativos para a Copa.

Na carta, Valcke faz questão de encerrar reiterando que o Brasil é a única opção da Fifa para sediar a Copa-2014, afirmando ainda ter respeito e admiração pelo Brasil. Resta saber se esses sentimentos resistirão a um fracasso em 2014.




Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.