Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Craque

‘Vamos complicar para os times grandes’, afirma técnico do Rio Negro

Roberley Assis aposta na maturidade de jogo no returno. Treinador disse que vitória do Nacional por 3 a 0 não foi um placar justo


20/04/2015 às 23:39

A derrota para o Nacional por 3 a 0, na noite desta segunda-feira (20), no estádio da Colina, pela 10ª rodada do Campeonato Amazonense, o returno da competição, mostrou um Rio Negro mais “maduro”, preocupado em marcar e sair no contra-ataque do adversário, ao contrário do time no primeiro turno que jogava de igual para igual em alguns jogos.

Se a derrota para o rival mais uma vez deixou o torcedor alvinegro entristecido, ao menos, o técnico Roberley Assis, que contou com o auxiliar Adnamar Abib, gostou da nova forma de jogo da equipe, e promete complicar a vida dos times grandes.

“No primeiro turno a equipe cresceu em grandes jogos, então nos dávamos até o direito de explorar os times grandes, mas de acordo com as condições e inexperiência... No returno vamos vim mais compacto.  Nós vamos focar e vamos complicar para os times grandes que têm mais investimento para o título e com os times de menor investimento vamos pontuar na melhor forma, se possível”, garantiu o treinador.

Já quanto ao placar do clássico, Roberley não achou justo a vitória nacionalina por 3 gols de diferença.

“O Nacional teve mais chance de gols e aproveitou a maioria, o Rio Negro não teve muita chance, mas a que teve não aproveitou. Acho que um placar justo seria 3 a 1, 3 a 2, não desmerecendo o Nacional, mas exaltando o jogo da nossa equipe”, destacou.

publicidade
publicidade
Meninas do Rio Negro vencem o Handebol Clube de Manaus pela 2ª rodada da Liham
Masters do Corinthians enfrenta Seleção Evangélica do AM na Arena em maio
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.