Publicidade
Esportes
HERÓICO

Vanderlei brilha, defende pênalti de Alecsandro e Santos derrota o Coritiba

David Braz marcou o gol da vitória ainda no início do primeiro tempo e foi "salvo" por Vanderlei, pois cometeu pênalti no final do duelo. 20/05/2017 às 18:24
Show 34620960262 5ebbdaad9e k
Vanderlei pegou pênalti nos acréscimos e salvou o Santos (Foto; Ivan Storti/ Santos FC)
Itamar Cardin, especial para a AE

O Coritiba fez grande partida neste sábado e, mesmo jogando na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, pressionou o Santos e criou inúmeras oportunidades. Mas esbarrou em um grande obstáculo: Vanderlei. Em tarde inspirada, o goleiro salvou a equipe inúmeras vezes, pegou um pênalti do estreante Alecsandro e assegurou o triunfo por 1 a 0, o primeiro do time de Dorival Júnior na competição. David Braz marcou o gol da vitória ainda no início do primeiro tempo e foi "salvo" por Vanderlei, pois cometeu pênalti no final do duelo.

As duas equipes, assim, estão agora empatadas com três pontos. Pela terceira rodada do Brasileirão, o Santos volta a jogar na Vila Belmiro, no próximo domingo, contra o Cruzeiro. Antes, na terça, pela Copa Libertadores, a equipe recebe o peruano Sporting Cristal e precisa vencer para garantir a liderança do Grupo 2. Já o Coritiba enfrenta o Vitória no sábado, em Salvador

Além de encarar o embalado Coritiba, que vinha de boa goleada na estreia do Brasileirão, sobre o Atlético Goianiense, por 4 a 1, o Santos precisava enfrentar o desgaste. Em apenas sete dias, o time de Dorival Júnior foi a Belém para enfrentar o Paysandu pela Copa do Brasil, depois seguiu para o Rio, onde estreou no Brasileirão diante do Fluminense, e rumou para a Bolívia, finalizando a maratona na partida contra o The Strongest, em La Paz, pela Libertadores.

E, se tinha o retorno do zagueiro David Braz, que ficou fora dos últimos três jogos, Dorival poupou dois titulares - Renato e Vitor Bueno. A maratona ainda vitimou Lucas Lima neste sábado, que sentiu uma lesão aos quatro minutos e foi substituído por Rafael Longuine.

O jogo, contudo, nada teve de cansaço ou apatia. Santos e Coritiba fizeram um duelo aberto e bem disputado, com inúmeras chances criadas pelas duas equipes. Não à toa, os goleiros Vanderlei e Wilson foram dois dos destaques do duelo.

Mesmo com a saída de Lucas Lima no início, o Santos não se abateu e impôs forte ritmo até os sete minutos, quando David Braz aproveitou sobra de cobrança de escanteio e, sozinho, só empurrou para as redes.

Sem abalar-se com o gol, o Coritiba ignorou o mando adversário e dominou o jogo. Com a boa movimentação de Tomas Bastos, substituto do lesionado Anderson, o trio ofensivo era bem abastecido e criava inúmeras oportunidades.

Em boas finalizações, todas defendidas pelo goleiro Vanderlei, Kleber, William Matheus e o próprio Tomas Bastos quase empataram para o Coritiba. Neto Berola foi outro a ter grande oportunidade, após boa jogada individual, mas chutou para fora.

O Santos, por sua vez, recuou após o gol e por pouco não sofreu o empate. Ainda assim, aos 24, a equipe teve chance clara de fazer o segundo: Ricardo Oliveira recebeu lindo passe de Vladimir Hernández e saiu frente a frente com Wilson, sem qualquer marcação. Inacreditavelmente, porém, o atacante chutou em cima do goleiro.

Para desespero da torcida santista, a tônica seguiu a mesma no segundo tempo. Logo aos seis minutos, o volante Matheus Galdezani fez boa jogada, driblou três defensores e bateu rasteiro. Mais uma vez, Vanderlei salvou o time da casa.

Aos poucos, contudo, o Santos foi acertando os contra-ataques. E o jogo se abriu de vez, lá e cá, com as duas equipes próximas do gol. Aos 11, após cruzamento rasteiro de Ricardo Oliveira, Bruno Henrique recebeu dentro da área, livre, e finalizou para fora. A resposta veio no lance seguinte, em novo chute de Tomás Bastos defendido por Vanderlei.

O Coritiba teve grande chance do empate aos 30: Kleber deu bom passe e Matheus Galdezani até driblou Vanderlei, mas adiantou muito e Zeca afastou. E, já aos 44, após cobrança de falta, David Braz cometeu pênalti infantil no estreante Alecsandro. 

O próprio atacante, recém-contratado do Palmeiras, foi para a cobrança. E, uma vez mais, sacramentando sua brilhante atuação, Vanderlei defendeu a garantiu o primeiro triunfo do Santos no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 0 CORITIBA

SANTOS - Vanderlei; Matheus Ribeiro (Copete), David Braz, Lucas Veríssimo e Zeca; Leandro Donizete, Thiago Maia e Lucas Lima (Rafael Longuine); Vladimir Hernández (Jean Mota), Bruno Henrique e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

CORITIBA - Wilson; Dodô, Werley, Walisson Maia (Márcio) e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani e Tomas Bastos; Henrique Almeida (Alecsandro), Kleber e Neto Berola (Getterson). Técnico: Pachequinho.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhaes (Fifa/RJ).

GOLS - David Braz, aos sete minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Thiago Maia, Leandro Donizete, Vladimir Hernández, Rafael Longuine, Copete e David Braz (Santos); Matheus Galdezani, Neto Berola, Jonas e Getterson (Coritiba).

RENDA - R$ 175.450.

PÚBLICO - 5.921 pagantes.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos.

Publicidade
Publicidade