Publicidade
Esportes
Craque

Vasco aposta no entrosamento e na humildade para vencer em Manaus

O atacante Éder Luis reconheceu desconhecer em absoluto o atual elenco nacionalino 20/08/2013 às 08:52
Show 1
Vascaínos se mostraram relaxados no treino de ontem, no 3B
Bruno Tadeu ---

Não é difícil imaginar que a comissão técnica e os jogadores do Nacional conheçam muito bem o Vasco, mas o mesmo não se pode dizer do Cruzmaltino em relação ao Leão da Vila Municipal. Até essa segunda feira (19) pela tarde, após o mini-coletivo realizado no campo do 3B, na Zona Sul de Manaus, o atacante Éder Luis reconheceu desconhecer em absoluto o atual elenco nacionalino.

Portanto, para não ser surpreendido pelo time que já eliminou Coritiba e Ponte Preta na Copa do Brasil, o elenco confia nas informações do auxiliar técnico e filho de Dorival Júnior, Lucas Silvestre. Ele substituiu o pai, que tinha previsão de chegada marcada para ontem após um compromisso. “Eu vou ser sincero: a gente pouco acompanha (o Nacional). Nossos campeonatos exigem muito, são jogos atrás de jogos, então a gente não tem muito tempo para se informar. Vamos esperar o que a comissão vai passar para gente”, disse Éder Luis.

“Alguma coisa boa eles têm, porque ganharam do Coritiba e da Ponte Preta também. Toda atenção vai ser válida”, avaliou o atacante, que antes de vir para Manaus era dúvida em razão de dores no joelho direito, mas que garantiu estar recuperado. “Temos mais um tempo até a hora do jogo, então dá para recuperar bem. Todos têm condições (de jogo). O grupo está bem preparado para fazer um grande jogo”, afirmou o atacante.

Empolgado com a presença da torcida no treino, Éder destacou a importância do apoio ao Vasco durante a partida. “Acho que é bom, realmente você vê a grandeza do Vasco fora do seu Estado. É um torcedor diferente e a gente espera contribuir da melhor maneira possível e, quem sabe, dar alegria para eles no jogo. O que a gente puder fazer para dar alegria para eles, a gente vai fazer”.

O treino de ontem contou com alongamento, voltas ao redor do campo e um mini-coletivo em campo reduzido que mais parecia um treino recreativo. A divisão dos times não deixou claro quem deve entrar como titular no jogo de hoje e Lucas Silvestre preferiu não falar com a imprensa após o coletivo.

Cris, Wendel, Fagner, Abuda, Éder Luis e Henrique, prováveis titulares, deixaram o coletivo mais cedo. O zagueiro, que falhou na derrota contra o Grêmio, sábado, por 3 a 2, fez alongamento na beira do campo e Éder atendeu à imprensa. Os demais foram até a torcida para distribuir autógrafos.

No fim do treino, a invasão da torcida ao gramado teve efeito negativo aos jogadores, visto que o que era para ser uma atividade leve se tornou um programa exaustivo para os jogadores, que foram cercados pelos fãs e tiveram dificuldades para chegar ao ônibus da delegação.

O pouco tempo de treino do time reforça a tese que a formação derrotada para o Grêmio deve ser mantida, sendo que Dorival Junior teve praticamente um único dia para escolher os titulares de hoje. Como Rafael Vaz, André (que já disputaram a Copa do Brasil por outros times) e Juninho (poupado) não vieram a Manaus, Cris e Renato Silva disputam uma vaga na zaga (a outra é de Jomar, que volta ao time após febre) e Montoya e Tenório entram no time.

Publicidade
Publicidade