Publicidade
Esportes
CAMPEONATO CARIOCA

Família unida pelo Vasco da Gama

A família de Francinézio do Amaral é fanática pelo Trem da Colina, herança veio do avô, que faleceu em 2009, no dia 21 de agosto, dia da fundação do clube. 24/04/2016 às 12:22 - Atualizado em 26/04/2016 às 19:04
Show familia vascaina  arena
Thaissa Cordeiro Manaus (AM)

O Vasco é unanimidade na família de Francinézio Lima do Amaral e Orlângia Vilaça, seus filhos Isabella Evelyn e Caio Vinícius seguiram os passos dos pais e herdaram a paixão pelo gigante da colina. A turma conferiu de perto a conquista do clube no último domingo, diante do Fluminense, na Arena, e agora, estão prontos pra mais um duelo, dessa vez, no clássico dos milhões.

“Sou Vascaína desde sempre. Fiquei ainda mais feliz quando soube que ia ter uma família 100% Vascaína. Sempre que possível, estamos assistindo juntos. E, quando o Vasco vem à Manaus, fazemos questão de acompanhar”, declara Orlândia.

A paixão de Francinézio pelo Trem da Colina foi herdada do pai, Moacir Amaral, que faleceu no mesmo dia da fundação do clube, dia 21 de agosto, aos 71 anos, em 2009. Segundo o torcedor “o Vasco sempre foi um dos elos que mais unia e une a família, mesmo depois da partida dele”, contou o cruzmaltino.

“Torço desde a ‘barriga da minha mãe’ depois via meu avô Moacir e meu pai assistindo os jogos do Vasco e gostei. Daí, meu avô comprou uniforme pra mim, eu devia ter uns 4 anos, tenho essa camisa guardada até hoje”, afirmou Caio, de 19 anos. A irmã, Isabella, 17, diz que não foi obrigada a torcer pelo mesmo time do avô e pai “Foi a influência da família também, mas ninguém nunca me obrigou não! É paixão, mesmo”, afirmou.

JOGO HISTÓRICO

Um jogo marcante o pai da família foi a final da Copa Mercosul contra o Palmeiras “O Palmeiras abriu 3 a 0, mas o Vasco virou para 4 a 3, em pleno Palestra Itália”, o torcedor diz que seu sonho agora é levar a família para acompanhar o jogo em São Januário, no Rio de Janeiro.

“Eu já fui lá (São Januário), porém, estava sozinho, mas em breve, estarei levando a família para prestigiar o Vasco no nosso Caldeirão”, disse.

Publicidade
Publicidade