Sábado, 18 de Setembro de 2021
O respeito pode continuar... na Segundona

Vasco próximo de outro vexame histórico com permanência da Série B

A apenas dois pontos de sair do G-4, Cruzmaltino vê com temor chance de acesso ameaçada; torcida protesta em São Januário e time de Jorginho tem dura sequência fora de casa



Jorginho-rebaixado-Getty-480.jpg Jorginho antes incontestável no comando da "Nau Vascaína", hoje é alvo de protestos da torcida em São Januário (Foto: Reprodução)
10/11/2016 às 11:46

A "nau vascaína" que antes navegava em águas calmas, hoje atravessa talvez a maior tempestade de sua gloriosa história. Sem vencer a três jogos, o Vasco está a apenas dois pontos de deixar a zona de classificação de acesso à elite do futebol nacional em 2017. Com 59 pontos e ocupando a terceira posição no Brasileirão da Série B, o Cruzmaltino corre o sério risco de proporcionar o maior vexame de seus 118 anos de existência.

O time do técnico Jorginho perdeu o gás justamente na reta final do Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão. A gota d'água para a torcida vascaína foi o empate com o Luverdense, na última terça-feira (8), em São Januário. Com o resultado, a equipe de São Januário caiu da vice-liderança para a terceira colocação e pode ser ultrapassado por Avaí e Náutico na rodada do fim de semana.



Sequência tenebrosa 

Como se não bastasse perder fôlego quando não poderia, o Vasco tem dura sequência de jogos longe de casa. No sábado (12), às 14h30 (hora Manaus), o time de Jorginho encara o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. O time do interior de São Paulo luta desesperadamente contra o rebaixamento e promete ser páreo duro para Nenê & cia.

Vasco perdeu "gordura" na reta final do Brasileiro e clima é tenso (Foto: Vasco.net)

Depois de jogar contra o Bragantino, o Cruzmaltino terá uma semana de descanso até enfrentar outra pedreira: o Criciúma. O duelo com o time catarinense será no dia 19 de novembro, no estádio Heriberto Hülse, e é o penúltimo do Vasco no campeonato. Atualmente o Tigre ocupa a 12ª posição na tabela, com 47 pontos, e não tem mais pretenções na competição.

Torcida inflamada

O clima é tenso em São Januário. Na manhã desta quinta-feira (10), um grupo de aproximadamente 50 torcedores voltou a protestar às portas do clube - assim como ocorreu no fim da tarde desta quarta-feira (9). No entanto, alguns foram convidados pela diretoria vascaína para uma conversa com a comissão técnica para apaziguar a situação e pedir apoio no momento crítico que o time atravessa.

Polícia foi chamada para acalmar ânimos da torcida vascaína (Foto:Lancenet)

Líderes do grupo, o capitão Rodrigo e o técnico Jorginho foram cobrados pelos torcedores, que questionaram o que estava acontecendo com o time. O treinador prometeu que o Vasco vai vencer os três últimos jogos do campeonato - contra Bragantino e Criciúma (fora), e Ceará (em casa) - e "resgatar o respeito" que a torcida pede nas arquibancadas.

Ao final do "encontro", torcedores e elenco do Vasco posaram para foto em clima amistoso. Porém, era notório no rosto dos jogadores vascaínos o clima de tensão que o grupo convive desde a queda de rendimento no segundo turno do Brasileiro. 

Vexame histórico?

Caso o Vasco não consiga o retorno à Serie A do Brasileiro, será a segunda vez que o Cruzmaltino não sofre para conseguir o acesso no ano seguinte ao rebaixamento. 

Torcedores e elenco do Vasco "selam paz" (Foto:reprodução/Twitter)

Essa temporada, o título está muito próximo do Atlético-GO, que pode ser campeão nesta rodada, diante do Tupi-MG.

  

 

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.