Publicidade
Esportes
Craque

Vasco segura empate com Icasa no Maracanã e, sob vaias, está de volta à Série A do Brasileirão

Mesmo jogando abaixo dos esperado, o Cruzmaltino conseguiu somar o ponto que precisava para o retorno a primeira divisão do Brasileirão. Em meio a gritos de “time sem vergonha” e aplausos por parte da torcida, o Vasco da Gama voltou à elite do futebol nacional 22/11/2014 às 20:18
Show 1
Torcida do vasco em Manaus fez a festa com o retorno do time a Série A do Brasileirão.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Foi sofrível como em toda a campanha da equipe durante a Série B. Mas o Vasco da Gama conquistou o acesso a primera divisão do Campeonato Brasileiro, após difícil empate em 1 a 1, na tarde deste sábado (22), no Maracanã, contra o Icasa, do Ceará. O resultado gerou protesto dos quase 57 mil torcedores presentes no estádio. Mesmo atuando mal, o Cruzmaltino conseguiu chegar aos 63 pontos e assegurou a terceira posição na classificação geral.

Apesar da pressão inicial e das várias chances desperdiçadas, o gol do Vasco só saiu aos 34 minutos depois de um lance de bola parada, que achou a cabeça de Kléber Gladiador. O gol parece ter feito mal ao time do vascaíno que acabou recuando e dando espaços ao time cearense que lutava contra o rebaixamento à Séric C do Brasileirão. Mesmo se expondo ao contra golpes do time carioca, oIcasa terminou o primeiro tempo melhor.


A volta do intervalo parece não ter mudado o panorama do Vasco, que retornou sonolento. O resultado de tanta displicência veio aos 9 minutos com o gol de empate do Icasa. Nilson acertou um belíssimo chute no ângulo do goleiro Martín Silva que nada pode fazer, 1 a 1. Parte da torcida temia pelo pior e ficava calado no Maracanã, ainda mais depois de ver Diego Renan evitar o gol da virada quase em cima, após chute de Mauri.

O Icasa ainda teve a chance da vitória nos acréscimos quando Marcos Tiago cabeceou pra fora. O alívio da imensa torcida do Vasco, que lotou o Maracanã, só veio após o apito final do árbitro Wagner Reway. Mas quem achava que os 56.334 torcedortes (49.559 pagantes) no estádio fossem delirar e fazer uma enorme festa se surpreendeu quando ouviu a sequência de vaias e os gritos de “time sem vergonha!”.

O Vasco da Gama já com o acesso garantido (com 63 pontos, não pode mais ser alcançado), ainda fará o duelo contra o Avaí, pela 38ª rodada do campeonato. O clube catarinense ainda luta pela quarta e última vaga na elite do futebol nacional, e para isso têm de vencer o Cruzmaltino e ainda torcer por um empate ou derrota do Boa Esporte. O time mineiro também tem 59 pontos, mas tem uma vitória a mais que o Avaí.   

    

O sentimento não vai parar

Torcedores vascaínos comemoram muito o retorno do time a primeira divisão nacional. Mesmo com algumas ressalvas por conta do empate contra o Icasa, no Maracanã, amazonenses fãs do clube da Cruz de Malta demonstraram todo o amor pelo clube do coração.

Cerca de 300 fanáticos torcedores se reuniram em um bar na rua Huascar de Figueiredo, no Centro de Manaus, para acompanhar o jogo de acesso do clube carioca. Desde o meio dia o local já estava lotado de clientes com a camisa do Vasco a espera do início da partida. A torcida sofreu até o último minuto, mas fez a festa com o retorno do time à Série.

As amigas Jéssica, Nina, Drica, Karina e Iza fizerma parte da festa dos torcedores logo após o apito final. “Estamos muito felizes. Não importa se o Vasco não foi campeão, o que interessa é a volta a primeira divisão. Esse negócio de título da segunda divisão é pra time pequeno”, festejavam as vascaínas com a bandeira do time nas mãos.


Ao som do hino do clube, a torcida presente no local soltou o grito de o “Vasco Voltou!” e deixou bem claro que para o ano que vêm, o time terá de melhorar para não voltar a cair para a segunda divisão novamente. “O Eurico (Eurico Miranda) está de volta. Ele vai fazer o Vasco voltar a ser grande como era antes. O Dinamite (Roberto Dinamite, atual presidente do clube) não fez nada pelo Vasco. Ano que vem, nós vamos voltar com tudo, vocês vão ver”, desabafou Mauro Miguel, membro da organizda do Vasco em Manaus.

Publicidade
Publicidade