Publicidade
Esportes
Viagem ao RJ

Visando estreia no UFC, Ketlen Vieira viaja ao RJ para treino com técnico de José Aldo

A primeira mulher amazonense no UFC entra na reta final de preparação para enfrentar a norte-americana Kelly Faszholz, pela categoria peso-galo, no “card”, no dia 1º de outubro nos EUA 15/08/2016 às 16:52
Show unnamed
Invicta há três anos com seis lutas, Ketlen vai estrear na principal organização do MMA mundial (Divulgação)
acritica.com

A primeira mulher amazonense no UFC, a lutadora Ketlen Vieira, da Academia Nova União, já está na “Terra das Olimpíadas”. A “Fenômeno”, como é mais conhecida, desembarcou no Rio de Janeiro (RJ) na manhã de domingo (14) para iniciar o camping com Dedé Pederneiras, técnico do campeão interino peso-pena do UFC, José Aldo.

A atleta entra na reta final de preparação para enfrentar a norte-americana Kelly Faszholz, pela categoria peso-galo, no “card” do UFC Portland, nos EUA, no dia 1º de outubro. A manauara que recebe o apoio do Governo do Amazonas via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), treina três vezes por dia, contabilizando seis horas de treinos diários.

Invicta há três anos, com seis lutas realizadas, Ketlen vai ter a primeira oportunidade na principal organização do MMA mundial. Para brilhar e vencer a rival, que tem uma derrota em quatro lutas, a fenômeno já traçou o “plano de luta” contra a adversária. “Vamos focar tudo. Ela (Kelly Faszholz) tem três finalizações e vai tentar muito a trocação e manter a luta em pé. A minha área é mais o chão, mas acho que ela não vai querer me colocar pra baixo”, analisou a atleta.

Quanto a ser acompanhada pelo treinador mais vitorioso do UFC, Ketlen não demonstra surpresas. Esta será a segunda oportunidade da atleta treinar no Rio de Janeiro. “Já treinei uma vez lá. Vou focar no treinamento estratégico, focar mais o preparo físico. É como o Dedé disse: estou pronta, falta só fazer uns ajustezinhos”, relatou.

Histórico

“Ketlen Fenômeno” iniciou na arte suave aos 12 anos e hoje, aos 24, coleciona um currículo de ouro no meio da luta. Ela é faixa preta de Jiu-Jítsu, marrom de Judô, já integrou as seleções brasileiras de judô e luta olímpica, foi campeã nacional de wrestling, tem um cartel de seis lutas e seis vitórias.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade