Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Craque

Volante artilheiro do Fluminense, Edson concede entrevista ao CRAQUE antes do Fla-Flu

O jogador, quem tem 23 anos e sete gols pelo Tricolor Carioca, comentou a expectativa para o clássico de hoje, falou sobre a renovação do futebol brasileiro e mostrou não ligar para tabus


04/04/2015 às 20:20

O volante Edson faz hoje o primeiro Fla-Flu da carreira. Nascido em Touros, Rio Grande do Norte, o jogador chegou ao Fluminense em 2014 emprestado pelo São Bernardo e hoje é prioridade de contratação no Tricolor Carioca. Aos 23 anos, ele vem marcando gols e sendo considerado um dos melhores volantes do time das Laranjeiras nos últimos anos.

Em entrevista exclusiva ao CRAQUE, o jogador, que tem sete gols com a camisa do Flu, comentou a expectativa para o clássico de hoje, falou sobre a renovação do futebol brasileiro, na qual o Fluminense tem papel de destaque por dar oportunidade a jovens jogadores, e mostrou não ligar para tabus (o Flamengo não vence o Flu desde 2013). Confira abaixo a entrevista:

Edson, você joga seu primeiro Fla-Flu, certo? O que sente um jogador de 23 anos na semana em que deve jogar como titular um dos clássicos mais famosos do futebol mundial?

É um privilégio. Nós sabemos que muitos jogadores brasileiros ou mundiais, gostariam de ter esse prazer de disputar um Fla x Flu, um clássico místico, charmoso. Gratificante fazer parte disso, uma coisa que marca o jogador. Uma honra muito grande defender o Fluminense e que consigamos uma vitória que é o que mais estamos precisando nesse momento.


A equipe do Flamengo vem liderando o Carioca e jogando bem, mas não ganha do Fluminense desde 2013. Por isso, deve vir com muita garra para esta partida. O que esperar do jogo deste domingo?

Vamos procurar manter. Não costumo lidar com isso, pois cada partida é uma história diferente, temos que respeitar eles, mas dentro de um limite e espero que pela importância da partida conseguir estes três pontos para o Fluminense.

Um dos líderes do time, o Fred pode completar 150 gols pelo Fluminense e 300 na carreira neste domingo. Qual a importância deste jogador pro elenco, o que ele costuma passar para os jogadores mais novos como você?

publicidade

Dentro de campo é um goleador nato. Praticamente todos os campeonatos que ele disputa é artilheiro. E um cara experiente, rodado, procura orientar, se posicina bem em campo, tem leitura boa de jogo e ajuda muito toda a equipe com sua visão e experiência. Isso é um aprendizado não só para mim, mas para todos os meus companheiros.

Hoje o Fluminense, assim como você, tem apostado na juventude também. Prova disso é a promoção do Gerson e do Kennedy. Qual a importância que você vê na renovação do futebol brasileiro e por que , na sua opinião, estamos vemos tão poucos destaques jovens no Brasil?

Depende muito dos treinadores. Muitos não gostam de apostar na juventude dos jogadores vindos das divisões de base. Eles tem experiência em competições internacionais na base. Acho relativo não confiar na juventude, alguns clubes, por estarem em condições financeiras não muito agradáveis, são obrigados a apostar nesses meninos. Graças a Deus, aqui no Flu, todo planejamento foi voltado para a mescla entre a juventude e experiência.

Sobre o futebol no Norte e Nordeste, onde você foi relevado. Há muito talento ou pouca estrutura? 

Como você vê isso?Futebol de lá não é tão visado como o daqui. Acredito que lá tem uma grande safra de bons talentos que, às vezes, se é jogada fora, desperdiçada, por não ser uma grande vitrine. 


publicidade
publicidade
Ingresso para jogo entre Vasco e Corinthians em Manaus vai custar R$ 80
Iranduba joga contra Kindermann-SC em busca de terceira vitória consecutiva
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.