Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
Novo comandante

'Voltando pra casa', Cristóvão Borges festeja seu retorno ao Vasco

Anunciado como novo treinador do Cruzmaltino na terça-feira (29), Borges quer ter um 2017 maravilhoso e já começa planejamento para a próxima temporada



vasa.jpg Cristóvão Borges volta à São Januário, onde iniciou carreira como treinador, após quatro anos (Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco.com)
30/11/2016 às 15:18

O olhar sereno e tranquilo de Cristóvão Borges voltou a ser visto em São Januário. Anunciado como treinador do Vasco da Gama, o baiano de 57 anos se reuniu com o presidente Eurico Miranda na manhã desta quarta-feira (30/11) e começou a traçar o planejamento do clube para a próxima temporada. Em 2017, além do Campeonato Brasileiro, o Gigante da Colina disputará a Florida Cup, o Campeonato Carioca e a Copa do Brasil.

Essa não será a primeira vez que o técnico dirigirá o time vascaíno. Em 2011, após Ricardo Gomes precisar se afastar em virtude de um problema de saúde, Cristóvão assumiu o comando do Cruzmaltino e o levou ao segundo lugar no Campeonato Brasileiro. Na mesma temporada, o Almirante alcançou às semifinais da Copa Sul-Americana. A passagem foi marcada também por boas campanhas no Estadual e na Taça Libertadores em 2012.

"A emoção de estar de volta é muito grande. Estou voltando para casa, onde comecei a minha carreira como treinador. Vivi momentos importantes no Vasco junto com a torcida. Estar voltando me traz boas lembranças e posso garantir que estou bastante motivado. Quero ter um 2017 maravilhoso e vitorioso. Nosso objetivo será o de corresponder a grandeza desse clube", afirmou o treinador.

Embora possua conhecimento de Vasco, Cristóvão encontrará o clube com uma cara diferente. Nos últimos dois anos, enquanto o profissional dirigia outras equipes de grande expressão do futebol brasileiro, o Gigante da Colina modernizou suas dependências visando oferecer uma melhor estrutura de trabalho para jogadores e membros da comissão técnica. Dentre as melhorias, o departamento médico do clube e o campo anexo merecem destaque.

"Não possuíamos essa estrutura antes, mas conseguimos fazer um bom trabalho, em virtude principalmente dos jogadores comprometidos e experiente que tínhamos. Naquele período enfrentamos algumas dificuldades, mas já notei que as condições de trabalho são muito melhores hoje em dia. Vamos procurar aproveitar essa boa estrutura para fazer um trabalho do mesmo nível", finalizou Cristóvão, que comandou o Vasco em 78 partidas entre 2011 e 2012. Foram 41 vitórias, 18 empates e 19 derrotas.

*Com informações da assessoria

 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.