Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
Craque

Wellington Silva só pensa em vitória contra o Corinthians

Lateral-direito garante que o time vai para cima do adversário, mesmo atuando fora de casa



1.jpg Welington Silva, do Flamengo
08/10/2012 às 20:42

Não há como negar que o Corinthians, próximo adversário do Flamengo, quarta-feira (10.10), no Pacaembu, está com os pensamentos voltados para a disputa do Mundial de Clubes, em dezembro, no Japão.

O treinador da equipe paulista, Tite, porém, já declarou que antes de intensificar os preparativos para o torneio quer garantir pelo menos mais duas vitórias no Brasileiro, o que, matematicamente, evitaria possibilidade de o alvinegro paulista ser rebaixado para a série B do Brasileiro.

Já o Flamengo quer mais ainda a vitória no duelo para manter o sonho de vaga na Libertadores 2013. Para o lateral-direito Wellington Silva, o Flamengo vai a São Paulo com uma só meta: vencer.

"Eles estão com o pensamento no Mundial, mas acho que isso não quer dizer que o jogo será fácil. É uma partida que tem rivalidade. Eles vão querer tirar pontos da gente, mas nós vamos lá para vencer. Vamos respeitar o time deles, mas não vamos jogar recuados, vamos lá para vencer", repetiu Wellington Silva.

"Se ficarmos esperando vamos tomar o gol. Temos que buscar o jogo. O time deles é muito forte e temos que trabalhar para fazer um gol logo no início para desestabilizar a equipe deles. Se ficarmos atrás, podemos tomar o gol.

Temos que pressionar o Corinthians e ir para cima, porque estamos precisando muito desses três pontos", argumentou o lateral-direito do Flamengo.

O Flamengo enfrenta o Corinthians na quarta-feira (10.10), às 22h, no Pacaembu. A partida é válida pela 30ª rodada do Brasileirão. O Mais Querido do Brasil ocupa a 11ª posição na tabela da competição, com 35 pontos somados.


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.