Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
f8b49cc1-6edf-45e0-860d-b3a5a369b8a5_A9387069-9EED-4180-BD22-B5C5698F7106.jpg
publicidade
publicidade

TALENTO

Zagueiro amazonense ex-Nacional e São Raimundo celebra boa fase na Malásia

Pedrão já havia jogado na África do Sul, onde chamou a atenção de equipe da Malásia. Lá, se destaca tanto pelo jogo defensivo como pelos gols: já são três na temporada


24/03/2019 às 21:24

Os caminhos do mundo da bola costumam ser imprevisíveis. A geografia do futebol faz com que os atletas mudem de ares constantemente e os levam a lugares que um dia já foram inimagináveis para eles. Pedrão, zagueiro amazonense, é um exemplo perfeito disso. Hoje na Malásia, o jogador já conhece, de berço,  todas as mudanças que o futebol pode promover. 

“Minha história no futebol começa basicamente através do meu pai  (Pedro Amorim), que foi jogador também. Ele foi para Manaus atuar em algumas equipes, com a ajuda do Berg, que jogou no Botafogo. Ele sempre foi meu espelho, sempre vi ele como influência e comecei aos meus oito anos no futsal, até meus 14, foi quando eu tive a oportunidade de mostrar o meu talento no campo, no São Raimundo, com o Delmo. Nas horas vagas ele era treinador da categoria de base e me deu oportunidade, rapidamente me subiu para o profissional, com 16 anos, depois disso tive passagens nas categorias de base no Goiás, Juventude-RS, Palmeiras e América-MG”, explicou o jogador. 

Depois de rodar o Brasil, o jogador retornou ao Nacional e se destacou na Copa São Paulo, foi promovido ao profissional e mesmo sem atuar tantas vezes, o jogador atraiu a atenção de times de fora do estado. “Em 2014 eu fiz um ótimo campeonato estadual, Copa Verde e Copa do Brasil, que despertou o interesse em clubes grandes. Com isso eu fui para o Oeste-SP jogar a Série B e depois para o Campinense e depois para a África do Sul”, completou.

Na África do Sul, o crescimento foi grande, mesmo quando assunto é fora das quatro linhas. O jogador revelou que a experiência no continente africano serviu como lição para decolar fora do Brasil, que o ajudaram a brilhar na Malásia, no Sarawak. “Passei uma temporada na África, uma temporada de experiência onde eu aprendi outras línguas como o inglês e o espanhol e até mesmo a língua africana local. Não atuei tanto, mas despertou o interesse de outros times de outros países, como na Ásia e hoje estou na Malásia. Está sendo bom para mim, sou um dos artilheiros da minha equipe com três gols jogando de zagueiro”, ressaltou o defensor, Pedrão.

Mesmo dando voos cada vez maiores, e mais ousados, o jogador amazonense projeta objetivos ainda mais audaciosos. “O algo mais é conseguir chegar em uma Champions League para poder voltar para o Brasil e poder encerrar em um clube considerado grande”, finalizou.

publicidade
publicidade
Homem com tornozeleira eletrônica é morto a tiros por dupla no São Raimundo
Aos 22 anos, jogador de futsal amazonense conquista título na Suíça
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.