Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Reforço para jogo de domingo

Zagueiro do Nacional treina para surpreender adversário

Rafael Morisco vai treinando cobranças de falta  para surpreender o rival acreano neste domingo, em jogo pela Série D



1.png Morisco vem mostrando pontaria na hora decisiva
06/06/2013 às 09:49

O zagueiro do Nacional, Rafael Morisco, treinou até a exaustão várias cobranças de faltas próximo da área que podem se transformar numa “arma mortal” na partida deste domingo contra o Plácido de Castro no estádio Roberto Simonsen, Sesi, pela segunda rodada da Série D. Morisco prevê um jogo difícil contra os acreanos que pode ser decidido num detalhe, numa bola parada, cobrança de falta ou numa jogada ensaiada.

O zagueiro  relembrou o gol que marcou em cobrança de falta na partida contra o Náutico de Roraima que abriu o caminho para a vitória do Nacional na estreia no Brasileirão.  Ele disse que este ano já marcou dois gols em cobranças de falta - um pela Copa do Brasil e outro pelo Brasileiro. Durante o Estadual, Morisco chegou a treinar até 50 cobranças de faltas por dia. Agora, no Brasileiro, o jogador promete aprimorar os chutes de fora da área.



“Eles (Plácido de Castro) vão querer tirar pontos do Nacional porque empataram no primeiro jogo na Arena da Floresta. Estou treinando muito as cobranças de faltas desde o Campeonato Estadual. Uma bola parada pode decidir uma partida. Na falta contra o Náutico, o Danilo Rios queria bater direto e eu pedi pra ele rolar a bola e tive a felicidade de acertar um bom chute que abriu o caminho para a nossa vitória”, relembrou.  

Prevendo que o time acreano deverá jogar fechado contra o Naça, o técnico Aderbal Lana optou ontem durante o coletivo no Centro de Treinamento Barbosa Filho, por uma formação mais ofensiva com três atacantes. O zagueiro Ediglê, que vem atuando como libero, treinou no time reserva e o atacante Marcinho foi testado no ataque com Leonardo e Felipe. 

Briga por  vaga 

O meia-atacante Evandro, treinou bem entre os titulares ontem e disse que está pronto para jogar. O meia chegou para travar uma boa briga pela vaga de titular com Danilo Rios. “O Nacional tem bons jogadores vi a partida contra o Coritiba, mas vim para buscar o meu espaço e mostrar para a comissão técnica que também tenho qualidades para jogar”, afirmou o jogador.

Parada que não atrapalha

O preparador físico do Nacional, Pedro Perez, acredita que a paralisação de 30 dias da Série D do Campeonato Brasileiro por causa da Copa das Confederações, poderá ser benéfica para os jogadores do Nacional. Segundo Pedro, o trabalho será mantido no mesmo ritmo e se novos jogadores forem contratados deverá ser feito uma preparação específica para que eles possam adquirir o mesmo condicionamento físico dos companheiros que já estão treinando há mais tempo.

“A paralisação dos jogos não será prejudicial, só vamos perder a seqüência de jogos e treinamentos. A equipe está bem fisicamente e vamos manter esse trabalho no mesmo nível. Os jogadores terão um descanso muscular dos jogos e vamos ter tempo de aprimorar o condicionamento dos atletas que chegarem. Diria que atualmente o Nacional está com 80% do condicionamento físico”, avaliou o preparador físico.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.