Publicidade
Esportes
Craque

Zé Marco, novo técnico do Princesa do Solimões: 'Aqui é profissionalismo'

Novo comandante do Tubarão de Manacapuru fala ao CRAQUE sobre a expectativa de trabalhar no time amazonense. Ex-treinador do Atlético Acreano revela que projeto do clube o levou a aceitar o cargo e que vai enxugar o elenco para 2015 18/11/2014 às 13:18
Show 1
Zé Marco recebeu carta branca da diretoria do Princesa para montagem do elenco de 2015.
Denir Simplício Manaus (AM)

Confirmado como novo técnico do Princesa do Solimões na semana passada, Zé Marco planeja nos mínimos detalhes a formação do elenco para a temporada 2015. O comandante do Tubarão promete cobrar de seus atletas o mesmo empenho e comprometimento que ele tinha quando atuava dentro das quatro linhas. Dos atletas que disputaram a Série D de 2014, apenas nove nomes devem permanecer sob a nova direção.

Zé Marco, que ainda está em Rio Branco, no Acre, com a família, passou uma semana em Manacapuru (distante 68 quilômetros de Manaus) para conhecer a estrutura do clube e acertar os detalhes contratuais. O novo comandante falou sobre a expectativa de trabalhar na nova casa: “A expectativa de treinar o Princesa é das melhores possíveis. É uma potência do futebol do Norte do Brasil e nós vamos lutar pra torná-lo ainda maior”.

Procurado pelo diretor de futebol do Princesa, Raphael Maddy, pouco tempo depois da eliminação da equipe na Série D do Campeonato Brasileiro, Zé Marco ressaltou que os duelos contra o time da Terra das Cirandas, também pelo Brasileirão, foi um dos motivos de sua contratação. “O Raphael acompanhou nosso trabalho à frente do Atlético. Nós perdemos pro Princesa em Manaus por 2 a 1, mas quem viu o jogo sabe que nós poderíamos ter vencido aquela partida. E no jogo da volta, nós ganhamos por 5 a 2. Tudo isso chamou a atenção dele”, revelou.

Profissionalismo e sisibilidade nacional

Perguntado como se definiria com treinador em apenas uma palavra, Zé Marco não titubeou e disse: “Profissionalismo”. Com passagem pelo futebol amazonense como jogador, o agora treinador pede de seus comandados o mesmo empenho de seus atletas. “Cobro sempre o profissionalismo, o comprometimento, o cuidado com o físico, com o corpo. O jogador de futebol tem que se cuidar, afinal ele ganha a vida com isso”, salientou.  

No entanto, quando questionado se seria um treinador linha dura, Zé Marco explicou que, como até pouco tempo atuava como jogador, sabe entender e tirar o melhor de seus atletas. “Temos que saber dos problemas do dia a dia dos jogadores. Joguei futebol e sei o que pode motivar o baixo rendimento de um atleta. Problemas todos têm e na medida do possível vamos ajudar e conversar como amigo do jogador”, disse.

Um dos grandes motivos que levou Zé Marco a aceitar dirigir o Tubarão é a possibilidade de disputar competições a nível nacional. Além do salário, que é maior do que ele recebia no antigo clube, o novo técnico do time de Manacapuru disse que pesou muito na sua escolha o fato da visibilidade das competições que o time irá disputar no começo do ano.

“Sou treinador há pouco tempo, mas almejo um futuro melhor como técnico e o Princesa é um time que está em plena ascensão. Não vai faltar trabalho, honestidade e profissionalismo de minha parte. O objetivo do clube e o meu é uma maior visibilidade com boas campanhas e é isso o que vamos fazer”, completou. 

Formação do elenco

Com um elenco bastante “inchado” durante este ano, o novo treinador sentou com a diretoria do Tubarão e definiu que apenas nove jogadores que atuaram nesta temporada deverão permanecer em 2015. Zé Marco explicou que deve trabalhar com uma equipe formada por no máximo 24 atletas. O novo treinador também avisou que vai aproveitar as divisões de base do clube para montar o time para o ano que vêm.

“Procurei informações e o perfil extra-campo de todos os jogadores. Recebi carta branca da diretoria para formar o elenco e estou analisando algumas indicações. Vamos aproveitar a base do clube para lançar alguns jogadores. Afinal nós temos que colocar esses jovens para atuar, e vamos fazer isso”, explicou.

Zé Marco confirmou que está aguardando o término de algumas competições pelo Brasil para fechar oficialmente com alguns atletas. No entanto, o técnico deu dicas de onde virão os atletas com quem vai trabalhar em 2015. Nomes de sua confiança, que atuaram sob seu comando e outros com os quais atuou dentro dos gramados devem fazer parte do elenco do Tubarão na próxima temporada.

“Devo levar três jogadores aqui do Atlético-AC, que são de minha confiança. Também estou esperando terminar alguns campeonatos pelo País para poder fechar definitivamente com outros jogadores. Mas estamos mantendo contato diariamente com atletas de Goiás, de Minas Gerais e de Santa Catarina. Além de outros aqui da região para fechar o time todo até o fim do ano”, revelou.    

Zé Marco deixou bem claro que deve fazer uma mescla de jogadores e que não deve chamar nenhum atleta que já não tenha atuado no Amazonas. Preocupado com a adaptação de seus futuros comandados, o novo técnico do Princesa disse que deve formar uma equipe com esportistas locais e alguns de fora do Estado.

Comissão técnica e estrutura

O novo treinador do Princesa do Solimões deve trazer além de novos atletas, a sua própria comissão técnica. Zé Marco não abre mão de levar consigo um auxiliar técnico e um preparador físico de sua confiança para trabalhar em Manacapuru. Em sua visita ao município, o treinador visitou o novo Centro de Treinamento do time e se disse satisfeito com a estrutura de trabalho que lhe foi oferecida.

“Gostei do CT, não é uma coisa de outro mundo, mas é o básico para desenvolver um bom trabalho. Para um clube que procura a ascensão em todos os sentidos, é essencial ter um centro de treinamentos. E nós vamos trabalhar no intuito de fazer o Princesa crescer ainda mais”, disse.

Zé Marco deve desembarcar de vez no Amazonas no início de 2015, quando a equipe pretende começar a pré-temporada. Casado, o pai de Aline e Guilherme está resolvendo as últimas pendências em Rio Branco para poder seguir tranqüilo para Manacapuru a fim de assumir o posto de treinador do Tubarão.  

O ex-volante de 34 anos está a apenas um ano na nova função. O Princesa do Solimões será seu segundo clube como treinador, que como atleta vestiu as camisas de: Pinheiros-RO, Rio Negro-AM, Rio Branco-AC, Nacional-AM, Fast Club-AM, Campinense-PB, Penapolense-SP e Atlético-AC.   


Publicidade
Publicidade