Domingo, 15 de Setembro de 2019
ALERTA

AM registra aumento de 520% nos focos de queimadas no primeiro semestre

Estado registrou 1.327 focos enquanto no mesmo período do ano passado foram 255. Secretário de Meio Ambiente, Antônio Stroski, afirma que preocupação existe e desafio é que situação de 2015 não se repita



queimadas.JPG Manauenses sofreram com o fumaceiro causado pelas queimadas de 2015 (Foto: Euzivaldo Queiroz)
07/07/2016 às 12:10

Uma pesquisa divulgada pela Nasa adverte que, neste ano, a Amazônia terá o maior índice de queimadas da história, por conta do fenômeno El niño, que promete ser mais intenso e causar uma grande estiagem. No segundo semestre do ano passado, amazonenses sentiram na pele o reflexo das queimadas. A preocupação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente agora é que o problema se repita.

Pelo índice do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que monitora as queimadas no Brasil, só neste primeiro semestre houve um aumento de 520% nos focos de queimadas de janeiro até junho no Amazonas. Da última segunda-feira até terça-feira, 91 novos focos foram identificados. Ontem, o site apontava 51 focos de incêndio no Estado.

Em número exatos, este ano o Amazonas registrou 1.327 mil focos enquanto no mesmo período do ano passado foram 255. A própria Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), preocupada com os novos riscos de queimadas, lançou no mês do meio ambiente - junho - a campanha “Você também é responsável”, para coibir as queimadas e se antecipar para o período de calor.

O secretário estadual de Meio Ambiente, Antonio Ademir Stroski, conta que o alto número deste semestre refere-se aos meses de janeiro e fevereiro, que, somados, acumulam 1.045 mil focos de queimadas. “Foram focos remanescentes do verão de 2015, que alcançou o início de 2016 exatamente por causa da baixa pluviosidade e porque a população fez uso atípico de queimada em lugares que não tínhamos registro, como em Barcelos”, explicou.

Em alerta

Stroski ressaltou que a preocupação existe, principalmente porque metereologistas adiantaram que este semestre pode ser de pouca chuva. “Causa uma certa apreensão e por isso estamos dando uma atenção especial à campanha. Nosso desafio é fazer com que a situação de 2015 não se repita”.

Para isso, ele informou que a pasta está produzindo materiais em grande quantidade para distribuir aos municípios. Amanhã farão a ação de entrega dos kits para brigadas que combatem o fogo na Região Metropolitana de Manaus (RMM). “Também fizemos uma mídia de spot de rádio que ainda será veículada. Vamos fazer uma campanha massiva neste sentido”, complementou o secretário.

Piores meses

Agosto, setembro e outubro do ano passado foram, em disparado, os piores meses do ano em relação aos focos de queimada. Muitos amazonenses precisaram, inclusive, usar máscaras para se protegerem do fumaceiro que encobriu Manaus por vários dias. Em janeiro e fevereiro deste ano, a cena se repetiu. Os dois meses foram os piores de 2016, com 1.045 mil focos de queimadas registrados.

Campanha

A campanha realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), chamada “Você também é responsável” visa conscientizar a população sobre o uso de fogo em vegetação, principalmente neste período de estiagem, quando o calor é intenso e os incêndios causam mais danos ambientais, além de prejudicar a saúde por conta da fumaça.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.