Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Amazônia

Amazonas propõe meta ousada durante conferência sobre mudanças climáticas (COP 20)

Estado do Amazonas lidera delegação formada por 24 países que possuem floresta tropical e propõe redução do desmatamento em 25%


01/12/2014 às 09:56

A partir desta segunda-feira (1º) até o dia 12 de dezembro, o Amazonas irá liderar um grupo de 23 estados de 14 países que possuem florestas tropicais nas rodadas de negociações internacionais sobre mudanças do clima durante a 20ª Reunião das Nações Unidas (ONU) sobre Mudanças do Clima (COP 20), que começa hoje. A delegação amazonense levará para a COP 20 uma carta com metas. Uma delas é a redução da taxa anual de desmatamento em 25%, reduzindo a área desmatada anualmente de 464 km² anuais para 350 km², revelou a secretária estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Kamila Amaral.

“É uma meta arrojada, que traz um desafio ao Estado. A ideia é manter a floresta e assim contribuir para a manutenção do clima. Temos uma composição junto aos Estados da Amazônia brasileira, uma articulação com outros países que integram a região para subsidiar as negociações internacionais nessa reunião da Onu”, disse.

A delegação amazonense será liderada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS), além de membros do Centro Estadual de Mudanças Climáticas (CECLIMA) e do Centro Estadual de Unidades de Conservação (CEUC), da SDS. Durante o evento em Lima, a SDS também representará a Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Floresta (GCF), uma rede mundial de governos subnacionais detentores de florestas tropicais em um evento paralelo a respeito da discussão sobre a harmonização das políticas estaduais e federal de pagamento por serviços ambientais.

Dados

O Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgaram, no dia 26 de novembro, os dados do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), sobre a estimativa da taxa anual do desmatamento da Amazônia Legal no período de agosto de 2013 a julho de 2014.

De acordo com os dados, a Amazônia Legal registrou um total de 4.848 km², demonstrando uma redução 18% em relação ao mesmo período do ano de 2013, em que foram registrados 5.891 km².

No Estado do Amazonas, a estimativa da taxa anual de desmatamento é de 464 km², com redução de 20 % em relação ao período anterior, que registrou 583 km², ficando abaixo dos 500 km².

De acordo com a SDS, o Governo do Amazonas já vem aperfeiçoando, desde 2009, as ações de prevenção e controle do desmatamento, queimadas e incêndios florestais, com metas de redução de desmatamento, estabilizando assim as taxas desmatamento pela primeira vez a um patamar abaixo dos 500 km².

publicidade
publicidade
ONU quer mais participação feminina em operações de manutenção de paz
ONU lança site para ajudar refugiados a encontrar emprego no Brasil
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.