Publicidade
Amazônia
desafio social

APP voltado aos indígenas e às mudanças climáticas vence desafio do Google

Plataforma colaborativa, que será usada em comunidades indígenas, foi uma dos cinco vencedoras do 2º Desafio de Impacto Social Google, realizado nesta terça-feira (14), em São Paulo (SP). Cada um dos vencedores levou R$ 1,5 milhão para investir nos projetos e aumentar sua escala de atuação no país 14/06/2016 às 21:17 - Atualizado em 15/06/2016 às 01:15
Cinthia Guimarães São Paulo (SP)

Um aplicativo colaborativo que será usado para comunidades indígenas informarem sobre mudanças climáticas em seus territórios e denunciar de crimes ambientais na Região Norte foi um dos cinco vencedores do 2º Desafio de Impacto Social Google, realizado nesta terça-feira (14), em São Paulo (SP). Cada um dos cinco vencedores levou R$ 1,5 milhão para investir nos projetos e aumentar sua escala de atuação no país. 

A proposta desenvolvida pela Organização Não-Governamental (ONG) Ipam Amazônia, sediada em Brasília, é uma plataforma para ajudar os indígenas a se comunicarem com os órgãos de controle e com a ciência através da sua vivência das aldeias, de modo a ajudar na preservação da Amazônia, considerada o grande irrigador do Brasil. 

 Plataforma também auxiliará os indígenas a denunciar crimes ambientais em seus territórios

O pesquisador Ipam Paulo Moutinho apresentou a ideia durante a competição disse que a ideia é levar o projeto a 180 etnias indígenas que ajudam a proteger 110 milhões de hectares de floresta, porém as mudanças climáticas ameaçam esse patrimônio nacional e os povos que nela vivem nos últimos anos. 

“A informação não chega a todos os brasileiros de forma igual, como acontece no caso dos indígenas. Esse prêmio permitirá que esse público, assim como muitos outros grupos discriminados da sociedade, tenha acesso a dados fundamentais para o planejamento de suas vidas”, afirmou Paulo Moutinho.

“Os povos indígenas realmente precisam de apoio para se preparar, para se capacitar para enfrentar essas mudanças que atingem todas as pessoas do mundo e todos os animais”, diz Paxton Metuktire, representante do povo kayapó que participou do evento.

Premiados

Projetos ligados a ações governamentais e ambientais foram os destaques do Desafio Google pela segunda vez no Brasil. A competição que visa premiar ideias que ajudam a mudar o mundo de forma positiva. 

Na manhã desta terça-feira, os 10 finalistas apresentaram suas ideias aos cinco jurados que escolheram os quatro mais impactantes que levaram R$ 1,5 milhão para tirarem suas ideias do papel. Na ultima hora, o projeto do Ipam entrou na lista como o quinto contemplado com a premiação principal. As demais ONGs receberam R$ 650 mil. 

O desafio 2016 foi considerado um grande sucesso de votação (1 milhão de votos pela internet), considerada recorde entre todas as edições já realizada em 11 países do mundo. 

Os vencedores vão ganhar mentoria por dois anos da empresa Ponta a Ponta. 

Edições 

O concurso foi lançado no Brasil em 2014, com ótimos resultados em termos e número de inscrições  recebidas e qualidade de projetos. Em 2016, o concurso foi ampliado selecionando dois projetos finalistas por região do país: Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. 

Em números 

1052 inscritos em todo o país 

10 projetos finalistas: 2 por região 

10 milhões de reais em prêmios 

4 vencedores do Grande Prêmio, recebendo 1.5 milhão de reais cada 

1 vencedor do Grande Prêmio escolhido pelo público 

1 milhão de votos no website 

6 prêmios de 650 mil para os finalistas 

*Atualizada com informações da assessoria

Publicidade
Publicidade