Terça-feira, 15 de Outubro de 2019
Amazônia

Áreas públicas de Manaus, antes degradadas, viram espaços verdes com iniciativa da Semmas

Projeto Espaço Verde na Comunidade, que recupera áreas verdes ameaçadas, vai beneficiar o Castanheiras até o fim do ano



1.jpg A área verde do conjunto Castanheiras 2 é a próxima a receber o projeto da prefeitura. Lá, moradores despejam lixo e criminosos usam a mata para se esconder
10/05/2015 às 19:06

É comum encontrar áreas verdes transformadas em depósitos de lixo ou em refúgio para marginais. Isso quando o local não é invadido e dá lugar a mais um bairro improvisado. Esses problemas existem no Conjunto Castanheiras 2, no São José Operário, Zona Leste. O local é o próximo na lista do “Espaço Verde na Comunidade”, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). Apesar da expectativa, nem todos acreditam que o projeto será entregue ainda este ano.

“Vi o projeto e achei bacana. Vai ter um calçadão, uma academia ao ar livre, quadra poliesportiva e iluminação LED. Falaram que vão começar as obras no verão, em julho, e  vai ficar tudo pronto até o fim do ano. Mas acho que é pouco tempo”, disse Joedi Martins de Abreu, 40, que mora em frente ao terreno contemplado pela obra. Ele participou da reunião realizada pelo órgão, em parceria com as secretarias municipais de Infraestrutura (Seminf) e Limpeza Urbana (Semulsp), na última quarta-feira.



O loteamento existe há 24 anos e aproximadamente 660 famílias moram próximo ao local. A comunidade aprovou a ideia, que inclui ações de recuperação e revitalização de um trecho de 1.770 metros quadrados da área verde, que tem um total de 43 mil metros quadrados – com vários tipos de árvores e um igarapé. “Moro há dez anos aqui e o pessoal do conjunto é gente boa. Mas tem muitos usuários de drogas que se escondem nessa mata e algumas pessoas jogam lixo”, declarou o representante comercial.


O projeto, também desenvolvido com o apoio do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), já chegou ao Campo Dourado, na Zona Norte, que deverá ser inaugurado nos próximos meses. De acordo com o líder da Associação Comunitária do Castanheiras, Clauber Cavalcante, o “Espaço Verde na Comunidade” é um pedido feito há muitos anos pelos moradores da área.

“Atualmente, é um espaço muito visado por pessoas que usam drogas e a própria população joga lixo. Esse projeto vem melhorar a questão do meio ambiente. Torcemos que acabe com isso tudo e melhore a vida dos moradores também na parte estética. O secretário disse que já começou a parte de licitações”, informou.

‘Detalhe’

Entretanto, uma questão pode dificultar a conclusão do projeto. O local que hoje abriga um campinho de areia feito pelos próprios comunitários poderá ser extinto. “A Semed (Secretaria Municipal de Educação) quer essa área para construir uma creche. Escolheu aleatoriamente e viu que encaixava. E esse é o único espaço que temos para a prática de esportes”, ressaltouo líder comunitário, Clauber Cavalcante.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.