Publicidade
Amazônia
Amazônia

Campanha mobiliza população a preservar o sauim-de-coleira

Única espécie de primata encontrada na região urbana de Manaus pode desaparecer nos próximos 40 anos. Instituto Chico Mendes coordena semana de atividades 03/03/2015 às 09:50
Show 1
Sauim-de-coleira pode desaparecer em poucas décadas
Lívia Anselmo Manaus

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

Um levantamento do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) aponta que o sauim-de-coleira, o Saguinus bicolor, tende a  ser extinto nos próximos 40 anos.

Para mudar esse cenário e evitar que a única espécie de primata encontrada na região urbana de Manaus desapareça, está sendo lançada, nesta terça-feira (3), a campanha “Sauim-de-Coleira, Uma Espécie que Pede Socorro”.

A campanha faz parte do Plano de Ação Nacional de Conservação (PAN) do sauim-de-coleira, coordenado pelo ICMBio. A mobilização terá sequência nos dias 4 e 5 de março com atividades que incluem exposição fotográfica, palestras, mesa redonda e distribuição de material informativo.

A analista ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) Natália Lima, destacou que a  semana lança 2015 como o ano dedicado à luta pela conservação da espécie.

“Nós queremos mostrar para a população qual é a causa. Muitas vezes a gente nota que a sociedade conhece mais as espécies ameaçadas de outros locais e não valoriza o que tem aqui”, ressaltou.

O objetivo é fazer com que se discutam itens como políticas públicas, fiscalização, medidas de licenciamentos, campanhas de conservação e cuidados que podem ser tomados no dia-a-dia, por exemplo.


Para Natália, a ocasião também será uma oportunidade discutir como a população deseja ver Manaus. “Queremos abrir margem para chegar a conclusão de como queremos Manaus. Se queremos uma cidade verde ou se vamos optar por uma cidade árida”, destacou.

A mobilização pela proteção do Sauim tem a participação do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (SDS), Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), do Governo Federal, através da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), ICMbio, Ibama, Cepam, além de entidades como o Projeto Sauim-de-Coleira, CPB e SZB, além da Prefeitura de Manaus.

Serão três dias temáticos em que  as discussões e atividades serão voltadas para a conservação do sauim , o planejamento urbano e a mobilização social.

Creche é perigo para espécie

O lançamento da campanha ocorre uma semana após a consulta pública realizada pelo Ministério Público Federal (MPF/AM) e Secretaria Municipal de Educação de Manaus (Semed) para debater o impasse em torno da construção de uma creche municipal em área verde próxima ao corredor ecológico do Mindu, no Parque 10 de Novembro, Zona Centro-Sul.

Desde 2014, a mobilização dos moradores para que as obras não continuem existe. A bióloga Erika Schloemp é uma das defensoras da espécie e está a frente do movimento para a mudança do local da creche.

Segundo ela, durante a consulta pública, os moradores argumentaram que  área representa perigo tanto para os animais quanto para a creche que viria a ser construída. “É uma área que pode ser atingida pela cheia, o que significa que também é perigoso colocar crianças ali”.

O procurador da República Rafael da Silva Rocha defendeu ser possível buscar diálogo junto ao FNDE para tentar a transferência dos recursos já autorizados para a obra no bairro da União.

Mascote

Instituído oficialmente em 2005 como a mascote da cidade de Manaus, o sauim-de-coleira, dentre as espécies da fauna amazonense, é a mais ameaçada de extinção e compõe o “Livro Vermelho da Fauna Brasileira”, do Governo Federal, superando em vulnerabilidade animais como a onça pintada e o peixe-boi.

Publicidade
Publicidade