Publicidade
Amazônia
Amazônia

Cheia do rio Negro já supera os números de 2009 e 2014

Se comparado com a cheia recorde, em 2012, há quem garanta que em 2015 o fenômeno também será grande, mas não mais que 2012, segundo o CPRM 15/06/2015 às 09:22
Show 1
Milhares de casas sofrem todos os anos por causa da cheia nos rios do Amazonas
acritica.com ---

Serviço Geológico do Brasil diz que cheia será grande, mas não superará 2012Na última sexta-feira, o nível do rio Negro, em Manaus, atingia a cota de 29,57cm, dezenove centímetros a menos que a cheia recorde de 2012 e superando a marca do ano passado, quando o rio atingiu 29,47cm. A subida do rio este ano superou outra grande cheia, a de 2009, quando a cota neste mesmo dia foi de 29,32 cm.

Se comparado com a cheia recorde, em 2012, há quem garanta que em 2015 o fenômeno também será grande, mas não mais que 2012, segundo o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), que informou no último alerta de cheia, no início do mês, que o nível previsto para este ano (29,89 metros), está abaixo apenas da marca registrada em 2012 (29,97).

Mas o feirante Josué Camilo Gonçalves, 57, acredita que 2015 superará todos os anos anteriores. “Eu trabalho no Centro há 35 anos e sei do que estou falando. Eu acredito que o rio vá encher ainda muito mais se levarmos em consideração que no ano passado a marca foi alcança no final do mês”, comentou.

Cheia no Estado

Até o momento, 435,3 mil pessoas foram afetadas pela enchente deste ano nos rios do Amazonas, de acordo com dados da Defesa Civil do Estado, o que representa 87.048 famílias. Ao todo, 42 municípios estão em situação de emergência. Outros cinco estão em situação de alerta, enquanto Boca do Acre, em calamidade pública.

Ajuda humanitária

Ao todo, o Governo do Estado enviou aos municípios em anormalidade por conta da enchente 591 toneladas de alimentos não perecíveis, além de kits dormitório (colchões, redes, mosquiteiros) kits de higiene pessoal, medicamentos, filtros de água e hipoclorito de sódio.


Publicidade
Publicidade