Publicidade
Amazônia
AR

Comitê vai monitorar a qualidade do ar no Estado do Amazonas

Medida faz parte do Plano de Prevenção e Controle de Queimadas da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) e deve englobar a medição da qualidade do ar em municípios da Região Metropolitana de Manaus 13/06/2016 às 09:24 - Atualizado em 13/06/2016 às 10:23
Show 1094424
As queimadas urbanas e florestais são apontadas como uma das ‘vilãs’ da má qualidade do ar na Região Metropolitana (Márcio James - Arquivo/AC)
Kelly Melo Manaus (AM)

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente deve anunciar amanhã a instalação de um comitê que vai atuar no monitoramento da qualidade do ar no Amazonas. A iniciativa faz parte de uma das ações previstas pelo Plano de prevenção, controle e combate às queimadas que será lançado, na sede da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), no bairro Parque Dez, na Zona Centro-Sul.

O secretário da Sema, Antônio Stroski, explicou que diversas instituições do município e Estado vão compor o Comitê e terão a finalidade de atuarem de forma integrada, para concentrar as informações sobre a qualidade do ar em Manaus e na Região Metropolitana, emitindo boletins semanais acerca da emissão de gases poluentes e a influência da fumaça oriunda dos focos de queimadas. Antes dessa iniciativa, os órgãos trabalhavam de forma isolada.

O Comitê de Controle e Monitoramento da Qualidade do Ar será encabeçado pela Sema, em parceria com o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), além de instituições de pesquisa como Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Para Stroski, esse é um passo importante, já que as queimadas urbanas e florestais geram impactos econômicos e também interferem diretamente na saúde da população. “A prevenção é importante e a meteorologia tem uma previsão pessimista para esse ano. Não queremos que aconteça o mesmo que no ano passado, quando o cheiro de fumaça tomou conta da cidade”, afirmou o secretário.

Segundo ele, estações que aferem a qualidade do ar serão instaladas em pontos estratégicos da capital e dos municípios da Região Metropolitana e o objetivo é emitir as informações de forma homogênea sobre os parâmetros da qualidade do ar, semanalmente.

Prevenção

O secretário adjunto da Sema, Luiz Andrade, que está à frente das conversas sobre a implementação do Comitê, frisou que os trabalhos ainda serão iniciados. Amanhã, a portaria que formaliza a criação do Comitê de Monitoramento será assinada. “Dessa forma, as ações estarão integradas e assim teremos uma ação mais efetiva e articulada, para que assim possamos concentrar os dados em um só lugar, a exemplo do que já estamos fazendo com a questão das queimadas”, explicou Andrade.

Luiz Andrade ainda destacou que os trabalhos do Comitê serão bem mais abrangentes. Isso porque as aferições serão feitas não só por contas das queimadas, mas também para avaliar a quantidade de gases poluentes que são emitidos tanto pela industria quanto pelos veículos. “Com esse controle, será possível desenvolver ações para diminuir os índices de doenças respiratórias, por exemplo”, ressaltou.

Reforço na Zona Norte

O Corpo de Bombeiros inaugurou, na semana passada, uma base do Batalhão de Incêndio Florestal e Meio Ambiente (BIFMA) do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), dentro do Parque Estadual Sumaúma (Parest), no bairro Cidade Nova, Zona Norte.

Publicidade
Publicidade