Sábado, 24 de Agosto de 2019
Cotidiano, Pesquisa, FMT, Fundação de Medicina Tropical, Malária, Fiocruz, Fapeam, UEA

Complicações da malária vivax são temas de workshop entre pesquisadores nacionais e internacionais, no AM

De acordo com a diretora da Fundação de Medicina Tropica, Graça Alecrim, uma das propostas do encontro é fortalecer as ações de cooperação técnica entre as instituições participantes, por meio dos projetos de pesquisa que recebem financiamento do CNPq e da Fapeam



1.jpg Coleta de lâminas para a realização de exame de malária
19/02/2013 às 13:59

A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), irá promover, a partir desta quarta-feira (20), até sexta-feira (22), workshop sobre malária e os fatores que podem influenciar nas condições de agravamento da doença, causada pelo plasmódio do tipo vivax.

A diretora-presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, explica que o wokshop ‘Vivax Malaria Complicacions’ tem o objetivo de ampliar os debates sobre as descobertas recentes de pesquisadores brasileiros e americanos a respeito das complicações da malária, além de apresentar os projetos de pesquisa que terão início, neste ano, e têm a doença como foco dos estudos.

Graça Alecrim destaca que outra proposta do encontro é fortalecer as ações de cooperação técnica entre as instituições participantes, através dos projetos de pesquisa que recebem financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

“A finalidade das pesquisas desenvolvidas nesta área buscam, sobretudo, consolidar o conhecimento científico, permitindo a adoção de novas terapêuticas e tecnologias que auxiliem no tratamento dos pacientes acometidos pela doença”, frisou.

O evento reunirá pesquisadores da FMT-HVD, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), da Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro (FIOCRUZ-RJ), do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e da Universidade de Utah nos Estados Unidos, além de alunos do Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical, coordenado pela FMT-HVD e ministrado em parceria com a UEA.

Programação
Nesta quarta-feira (20), o evento será destinado apenas aos pesquisadores convidados, que farão visita técnica na sede da Fundação. Na quinta-feira (21), o evento ocorrerá no horário de 9h às 18h, no auditório da Pós-graduação, na FMT-HVD. Na ocasião, o debate será focado no comprometimento cognitivo causado pela malária, que é tema do projeto de pesquisa da enfermeira Raquel Tapajós, aluna de Mestrado do Programa de Pós-graduação.

O projeto, que buscará conhecer os fatores que influenciam nessa complicação, teve financiamento aprovado pelo CNPq e pela Fapeam. Os estudos contarão com a cooperação das pesquisadoras Letícia Marques e Caroline Feitosa, da UFBA.  

Raquel Tapajós explica que a pesquisa incluirá a observação clínica de 300 crianças infectadas pelo plasmódio vivax, residentes no ramal do Brasileirinho, região endêmica de Manaus. O propósito é observar se a doença causou impactos no desempenho cognitivo. A pesquisa de campo deve ter início no primeiro semestre deste ano, com previsão de ser concluída até o fim de 2014.

Inicialmente, 15 profissionais estarão envolvidas no projeto.

Na sexta-feira (22), das 9h às 12h, a programação do workshop seguirá na sede da FMT-HVD. No horário das 14h às 18h, os pesquisadores farão visita ao ramal do Brasileirinho, onde será desenvolvida uma das pesquisas tema do evento. O tópico de destaque dos debates técnicos da manhã de sexta-feira será o aspecto fisiopatogênico de complicações da malária vivax, que é tema do projeto de pesquisa do fisioterapeuta Fernando Val, também aluno da Pós-graduação.

“Há relatos já registrados de que a malária pode influenciar nas funções pulmonares. O objetivo do estudo é caracterizar melhor esse tipo de alteração, através da observação clínica e do material coletado a partir do exame de espirometria (do pulmão)”, disse. O projeto também será financiado pela Fapeam.

Inicialmente, o universo da pesquisa incluirá amostras de 30 pacientes, com idade acima de 18 anos, diagnosticados com malária vivax.

A pesquisa será desenvolvida em parceria com a aluna de doutorado da FIOCRUZ-RJ, Isa Cláudia de Azevedo, que buscará caracterizar as complicações pulmonares e mecanismos envolvidos no decorrer do tratamento da malária vivax, uma importante causa de morbidade associada a essa doença.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.