Segunda-feira, 20 de Maio de 2019
Amazônia

Conhecer a diversidade da fauna amazônica no zoológico do Cigs é opção para as férias em Manaus

O passeio é ótimo para ser feito em família ou entre amigos, principalmente nesse período de férias da criançada



1.jpg
Zoológico é uma ótima opção para curtir as férias
08/01/2016 às 20:45

CONFIRA O VÍDEO

Você conhece os animais da fauna amazônica? Já esteve em contato com alguma das espécies nativa da região? Não! No zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), localizado no bairro São Jorge, na Zona Oeste, você pode conhecer e vê as espécies ameaçadas de extinção - gavião-real e onça pintada - e o endêmico sauim-de-coleira, encontrado só no entorno de Manaus, e que está ameaçado criticamente de extinção.

Ao todo, há 201 animais, sendo 55 mamíferos, 34 aves e 112 répteis.  Além disso, tem os animais do Aquário Amazônico, que chega a mais de 200 peixes, entre pirarucu, tambaqui, tucunaré, matrinxã e arraia de água doce. Também existe a sala com exposição de insetos e aranhas, bem como, a Oca do Conhecimento Ambiental, onde há palestras e atividades educativas e socioambientais para as crianças e as comunidades em geral.

Agora, peixes também podem ser vistos (Foto: Márcio Silva)

“O zoológico do Cigs é um zoo que tem representação dos animais da fauna amazônica. É um lugar para educação ambiental, pesquisa cientifica, visitação e conservação da natureza”, relata a bióloga e 2º tenente do exército Sinandra Santos, que há três anos trabalha no local. Ela atua diretamente na questão do bem-estar animal, alimentação e comportamento.

Pirarucu é uma das espécies em exposição (Foto: Márcio Silva)

Sinandra, que é natural do Rio Grande do Sul, conta que veio a Manaus para servir e trabalhar no zoológico do Cigs. Conforme ela, apesar de trabalhar no local há três anos, já viveu muitas emoções. “Sou bióloga por formação e todo biólogo, principalmente, o que trabalha com a fauna quer conhecer a Amazônia e o Pantanal. Trabalhar no zoo do Cigs é muita emoção”, declara.

Entre os espaços mais visados pelos visitantes, está o da onça pintada e da pantera negra. “Todo mundo que chega aqui quer ver a onça. Ela é nosso carro chefe”, conta Sinandra. O outro é o dos macacos. “Os primatas por serem divertidos e por terem interação com humanos, fazem gestos e palhaçadas, atrai muito as crianças”, destaca ela.

Os demais grupos mais atrativos, de acordo com Sinandra, são o da Sucuri (a maior serpente da América Latina), do jacaré-açu (o maior jacaré da América Latina, e que chega a seis metros de comprimento), do gavião-real (uma das maiores aves de rapina da América), e da anta (maior mamífero terrestre do Brasil).

Funcionamento

O zoológico do Cigs fica aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e sábados, domingos e feriados, das 9h às 18h.

Entrada

Adultos pagam R$ 5 pelo ingresso da entrada no zoo do Cigs, crianças até 12 anos não pagam e estudantes pagam meia entrada, R$ 2,50.

Passeio inesquecível

“Pra mim foi inesquecível visitar a Ponta Negra depois da reforma. Antes o local não tinha muitos atrativos, hoje tem. É o melhor cartão de Manaus”. Luiz Fernando Oliveira, 33, enfermeiro.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.