Domingo, 17 de Novembro de 2019
Amazônia

Defesa Civil entrega cestas básicas e kits de ajuda humanitária para comunidades afetadas pela cheia

Ao todo, 127 toneladas de cestas básicas foram enviadas aos dez municípios em situação de emergência no Amazonas



1.gif Colchões, redes, mosqueteiros, higiene pessoal e filtros de água fazem parte dos kits
08/03/2015 às 19:08

A Defesa Civil do Estado deu continuidade neste fim de semana às ações de entrega de ajuda humanitária às famílias afetadas pela enchente na calha do Purus. Ao todo, 127 toneladas de cestas básicas foram enviadas aos municípios em situação de emergência.

Em Canutama, distante 622 km de Manaus em linha reta, quase 900 famílias foram assistidas com cestas básicas, kits dormitório (colchões, redes, mosquiteiros) além de kits de higiene pessoal e filtros de água. Em Boca do Acre, também em emergência, a ajuda humanitária foi repassada ao município para atender as mais de mil famílias afetadas.



“O objetivo do Governo do Estado nesse primeiro momento é garantir a proteção alimentar daqueles que durante a enchente perdem a produção agrícola e a força de trabalho”, afirmou o secretário da Defesa Civil do Estado, coronel Roberto Rocha.

Elias Martins, 60, morador do bairro Santa Rita, área mais prejudicada pela enchente em Canutama, disse que acompanha a subida da água há pelo menos 20 anos. “Além da água, que invade as casas todos os anos, a plantação é prejudicada. Por isso é tão importante receber essa ajuda do governo”, enfatizou.


Em Canutama o nível do rio Purus chegou neste fim de semana a 24,43 centímetros, faltando apenas 23 cm para alcançar a máxima registrada em março do ano passado (24,71cm).

Balanço

Subiu para dez o número de municípios do Amazonas em situação de rmergência: Itamarati, Guajará, Ipixuna, Eirunepé e Envira na calha do Juruá, além de Canutama, Boca do Acre, Tapauá, Carauari e Pauiní, no Purus.

Destes, seis tiveram a situação reconhecida pelo Estado (Itamarati, Guajará, Ipixuna, Eirunepé, Envira e Carauai). Já os municípios de Canutama, Boca do Acre, Tapauá e Pauiní, aguardam homologação.

As cidades que continuam em alerta são: Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Iça, Tonantins, Benjamin Constant (Alto Solimões) e Humaitá, no Madeira.

A Defesa Civil do Estado já realizou ao todo o envio de 127 toneladas de alimentos não perecíveis, para atender as quase 12 mil famílias afetadas.

*Com informações da assessoria de imprensa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.