Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Amazônia

Dois últimos municípios deixam a lista de Emergência da Defesa Civil por conta de enchente

Ao todo, este ano, foram 460.191 pessoas afetadas em 46 municípios, que decretaram Situação de Emergência. Outros dois locais, Boca do Acre e Anamã, decretaram Estado de Calamidade Pública



1.jpg Para os 9,863 mil afetados em Silves e Autazes, o Governo do Estado destinou, durante o período emergencial, 39 toneladas de alimentos, kit’s medicamentos, hipoclorito de sódio para a purificação da água e madeira
10/12/2015 às 11:33

Silves e Autazes, localizados na calha do Médio Amazonas, são os últimos municípios a deixar a lista emergencial da Defesa Civil do Estado, por conta da enchente deste ano. Com os decretos de Calamidade Pública e de Situação de Emergência das 48 cidades concluídos em dezembro, o órgão encerra o ciclo de atendimento aos afetados, que em 2015 bateu recorde no envio de ajuda humanitária.
 
“Encerramos o ciclo da enchente com 100% de atendimento aos municípios atingidos, o que garantiu o retorno à normalidade social das famílias prejudicadas pela cheia”, afirmou o Secretário Executivo da Defesa Civil AM, coronel Fernando Pires Junior.
 
Para os 9,863 mil afetados em Silves e Autazes, o Governo do Estado destinou, durante o período emergencial, 39 toneladas de alimentos, kit’s medicamentos, hipoclorito de sódio para a purificação da água e madeira. As cidades receberam ainda, kit’s de limpeza como parte das ações da “Operação Vazante”.
 
Ao todo, este ano, foram 460.191 pessoas afetadas em 46 municípios, que decretaram Situação de Emergência. Outros dois locais, Boca do Acre e Anamã, decretaram Estado de Calamidade Pública.
 
Recorde histórico de ajuda humanitária em 2015
 
Um montante de 1,400 toneladas de alimentos não perecíveis e ainda de kit´s dormitório (colchões, redes, mosquiteiros) kit´s de higiene pessoal, medicamentos, filtros de água, água potável, hipoclorito de sódio e madeira para a construção de pontes e marombas, foram distribuídos para as famílias afetadas.
 
O volume de produtos garantiu um recorde ao Estado, como a maior ajuda humanitária realizada em toda a história de desastres naturais no Amazonas.
Vinte sete municípios também foram contemplados com o repasse financeiro do Governo no valor total de  R$ 7,550 milhões para ações de socorro.
 
Operação Vazante

O órgão também desencadeou esse ano, no mês de agosto, a “Operação Vazante", para apoiar as cidades no período pós-enchente, onde foram distribuídos 22 mil kit´s de limpeza para 40 municípios.



*Com informações da Defesa Civil AM


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.