Proteção

Duas preguiças-bentinho foram os primeiros animais resgatados em 2022

O resgate aconteceu nesta segunda (3), no bairro Tarumã. Em 2021, o Ipaam atendeu 220 pedidos de resgate, com o total de 239 animais recolhidos

Portal A Crítica
03/01/2022 às 18:50.
Atualizado em 08/03/2022 às 18:17

(Foto: Divulgação/Ipaam)

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) realizou, nesta segunda-feira (03/01), o primeiro resgate de animais silvestres do ano. Após solicitação feita por moradora nas primeiras horas do dia, equipe da Gerência de Fauna (GFAU) do Ipaam, deslocou-se até região residencial do bairro Tarumã, zona oeste de Manaus, e fez o resgate de duas preguiças-bentinho (Bradypus-tridactylus) fêmeas adultas, espécie nativa do Brasil.

 

Na ocasião, uma das preguiças foi encontrada, pela manhã, no quintal da moradora, que solicitou o resgate. E pela tarde, outra preguiça-bentinho tornou a visitar o mesmo local. Elas foram recolhidas com auxílio de materiais específicos, como o puçá (rede de captura para animais silvestres), e levadas de modo seguro por meio de caixas de transporte para a soltura posterior.

 

O gerente de Fauna do Ipaam, Marcelo Garcia, adverte que moradores que possuam habitações próximas a áreas protegidas ou de vegetação amazônica devem ficar atentos aos seus imóveis e, em caso da presença dos animais silvestres em área urbana ou residencial, devem contatar a equipe de resgate do órgão para as devidas orientações e medidas.

 

“Na ocorrência de surpresas como essas, com animais silvestres e vertebrados fora do habitat natural, a orientação é que o cidadão entre em contato imediatamente com o Ipaam, por meio dos canais diretos da GFAU, e solicite o resgate, evitando, assim, possíveis acidentes ou consequências prejudiciais ao animal”, explica Garcia.

 

GFAU em 2021

Em 2021, a GFAU atendeu em torno de 220 pedidos de resgate, com o total de 239 animais recolhidos. Como procedimento padrão, a equipe efetua uma averiguação prévia das espécies e após constatação de bom estado de saúde é executado um mapeamento da região, para localização de habitat verde e adequado para a soltura nas redondezas, porém, distante de locais urbanos (empresarial e habitacional).

 

Se o animal estiver lesionado ou enfermo, é encaminhado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

 

A GFAU enfatiza, ainda, que promove somente a captura de animais silvestres vertebrados fora de seu habitat natural.

O serviço de resgate do Instituto funciona de segunda a sexta-feira e atende toda a capital, Manaus, das 8h às 17h. Para contatar a equipe, estão disponíveis os números (92) 2123-6739, 98438-7964 (Whatsapp) e o endereço eletrônico fauna@ipaam.am.gov.br.

 

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por