Publicidade
Amazônia
Amazônia

Em Boca do Acre, escolas afetadas pela enchente terão calendário para reposição de aulas

Defesa Civil do Estado decretou Estado de calamidade Pública para município. Assim como outros serviços essenciais, as aulas foram suspensas 11/03/2015 às 16:45
Show 1
Aulas foram interrompidas por tempo indeterminado
ACRITICA.COM ---

Em função do período de chuvas, diversos municípios do interior do Amazonas foram afetados pela enchente dos rios e, como consequência, o acesso a várias unidades de ensino encontra-se comprometido. Em Boca do Acre (distante 1.028 quilômetros de Manaus) as dez escolas públicas estaduais que atendem a localidade tiveram suas aulas interrompidas por tempo indeterminado.

Para este município – que até o momento é o único com escolas estaduais paralisadas – a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) estabelecerá um calendário especial para reposição de aulas que será posto em prática após a retomada das atividades letivas.

De acordo com o gabinete da Secretaria Adjunta do Interior da Seduc, do total de dez escolas estaduais instaladas em Boca do Acre, nove foram parcialmente inundadas pela enchente e uma escola – a escola estadual Coronel José de Assunção – embora não afetada, foi cedida à Defesa Civil do município para servir de abrigo para aproximadamente 40 famílias que tiveram suas moradias alagadas.

A coordenadora da Seduc no município, Antônia Camurça Furtado ressaltou que a escola estadual Coronel José de Assunção foi cedida para auxiliar os trabalhos de assistência à população local. “Embora não alagada, atendemos prontamente à solicitação da Defesa Civil para contribuir com os trabalhos de assistência à população”, frisou.

No município, por conta da enchente, aproximadamente 3.000 estudantes matriculados na rede pública estadual estão temporariamente sem aulas. O expediente escolar foi interrompido na última semana, entre os dias 4 e 6 de março.

De acordo com a diretora do Departamento de Políticas e Programas Educacionais da Seduc, Vera Lúcia Lima, mesmo com a paralisação das aulas os estudantes não serão prejudicados. “Quando as atividades nessas escolas forem retomadas, haverá a reposição das aulas através de um calendário letivo especial para que os 200 dias letivos no ano sejam cumpridos”, informou.

Em Boca do Acre, além da escola estadual Coronel José de Assunção, estão com aulas paralisadas as escolas estaduais: José Leite, Almirante Barroso, Barão de Boca do Acre, Danilo Corrêa, Jacinto Ale, João Gabriel, Lucas Pena, Prof. Antonio J. Bernardo e Nossa S. Aparecida.

Estado de alerta - De acordo com informações do Gabinete do Interior da Seduc, outros municípios, como Canutama, que também foram afetados pela cheia dos rios estão em estado de alerta e poderão ter suas aulas suspensas conforme necessidade.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade