Publicidade
Amazônia
Amazônia

Em junho, SDS comemora uma década de atuação durante a Semana do Meio Ambiente

Com uma programação variada a ser realizada no Studio 5 Festival Mall a SDS vai realizar a 4ª Conferência de Povos e Comunidades Tradicionais do AM 28/05/2013 às 09:27
Show 1
SDS busca promover audiências ou encontros com moradores das comunidades para propor políticas públicas pensadas e aprovadas, também, por eles
ACRITICA.COM ---

A criação e ampliação de espaços de discussão através de conselhos e fóruns que viabilizam a construção participativa de políticas públicas ambientais em conciliação com aspectos sociais, econômicos e culturais do Amazonas marcaram os dez anos de atuação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS), que serão celebrados pelo Governo do Estado do Amazonas durante as comemorações da Semana de Meio Ambiente programadas para este ano.

Com uma programação variada a ser realizada no Studio 5 Festival Mall, localizado no bairro Distrito Industrial, na Zona Sul, no período que vai de 3 a 6 de junho, a SDS vai realizar a 4ª. Conferência de Povos e Comunidades Tradicionais do Amazonas, reunindo cerca de 350 pessoas dentre ribeirinhos, produtores, pescadores, extrativistas, dentre outros.

A finalidade da conferência, segundo a secretaria, é analisar as políticas públicas vigentes e propor perspectivas para os povos e comunidades tradicionais, a partir de um debate que tenha por base a realidade da região descrita por quem mora nas diferentes localidades.

“O diálogo nesses dez anos foi constante e transformador junto aos produtores florestais, extrativistas, ribeirinhos, pescadores, agricultores familiares, pecuaristas, empresários, cientistas, associações, cooperativas, instituições governamentais e não-governamentais, contribuindo para a formulação de políticas públicas próximas da realidade amazônica, assegurando a conservação aliada ao crescimento econômico”, declarou ontem a titular da SDS, Nádia Ferreira.

Exposições

Durante a Semana de Meio Ambiente também devem ser realizados diversos encontros, feiras e mostras voltadas à biodiversidade e às riquezas culturais da região. Uma delas é a 1ª Feira dos Produtos da Sociobiodiversidade, com a participação de 90 expositores. ENtre os eventos estão ainda o 2º Encontro de Mulheres da Floresta; a 2ª Mostra de Roupas e Acessórios Amazônicos; manifestações culturais, exposições paralelas, lançamentos de publicações, apresentação do Master Plan da sede do Sistema SDS em moldes sustentáveis e entrega do Prêmio Onça-Pintada de Jornalismo.

“Durante esses dez anos trabalhamos uma política voltada para o desenvolvimento sustentável, por meio de definição de políticas de Unidade de Conservação, que define e limita o território de preservação permanente e, ao mesmo tempo, garante a permanência de comunidades tradicionais. Temos muito a comemorar agora, mas muito mais a realizar”, ressaltou Sila Mesquita, secretária executiva adjunta de florestas e extrativismo da SDS.

Garantir o futuro das comunidades tradicionais é garantir a floresta em pé, reforça Nádia Ferreira, explicando que elaborar políticas públicas que permitam investir nas cadeias produtivas proporciona a geração econômica, além de trabalho e renda para quem vive na floresta.

Publicidade
Publicidade