Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
100&Change

FAS é a única instituição brasileira selecionada em edital da Fundação MacArthur

Se premiada, a fundação poderá captar 100 milhões de dólares para financiar uma proposta ousada que se comprometa com o desenvolvimento sustentável em ação



fas_BB53461E-8481-457B-BAED-1602BD07FFFD.JPG Foto: Dirce Quintino/FAS
19/02/2020 às 18:22

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) é a única instituição brasileira entre as 100 selecionadas pelo edital ‘100 & Change’ da Fundação MacArthur, que tem sede nos Estados Unidos. Se premiada, a fundação poderá captar 100 milhões de dólares para financiar uma proposta ousada que se comprometa com progressos reais na resolução de um problema atual.  

Pelo ranking divulgado nesta quarta-feira (19), 100 instituições de 85 países concorrem ao edital. O anúncio foi recebido pela FAS com orgulho. É um importante reconhecimento pelos trabalhos que têm sido desenvolvidos e implementados em prol do desenvolvimento sustentável da Amazônia e da melhoria da qualidade de vida dos povos da floresta.



“O fato de estarmos entre os 100 finalistas já é um reconhecimento significativo. Nós gostaríamos de compartilhar esse resultado com nossos beneficiários, parceiros e toda a equipe da FAS. Caso a FAS ganhe esse recurso, será destinado a ampliação das atividades que já desenvolve em diferentes áreas juntos às comunidades ribeirinhas do Amazonas. E será uma forma de contribuição ao enfrentamento da crise climática global”, afirmou o superintendente geral da FAS, Virgílio Viana. 

Desenvolvimento sustentável em ação

A Amazônia é “demasiada grande para falhar", esse é o mote da proposta apresentada pela FAS ao edital que visa mobilizar as instituições da Amazônia e os grupos populares para que a tecnologia integrada "social e ambiental" da instituição seja implementada nos países amazônicos. A tecnologia deve criar um mecanismo financeiro inovador e uma plataforma de aprendizagem e política com múltiplos atores que catalisem uma economia amazônica sustentável ('bioeconomia') – com novas pequenas empresas e governação económica inspirando mudanças tanto a nível regional como global.

Desde sua criação, a FAS desenvolve projetos em 581 comunidades do Amazonas, das 16 Unidades de Conservação (UC), promovendo a geração de renda sustentável e a melhoria na qualidade de vida das comunidades como estratégia efetiva de manter a floresta em pé e sua biodiversidade viva, beneficiando 40 mil pessoas. 

Entre 2008 e 2019, na área de atuação da FAS o desflorestamento foi reduzido em 76% e o nível de renda subiu 202%. No último ano, enquanto as queimadas aumentaram 91% na Amazônia entre janeiro e agosto, houve um decréscimo de 33% onde a ONG desenvolve ações em prol da Floresta em Pé e daqueles que cuidam das florestas. 

Sobre o 100&Change

A 100&Change é uma competição distinta aberta a organizações e colaborações que trabalham em qualquer campo, em qualquer lugar do mundo. As propostas devem identificar um problema e oferecer uma solução que realize mudanças significativas e duráveis.

A segunda rodada da competição teve um começo promissor: 3.690 inscritos apresentaram 755 propostas. Desses, 475 passaram por uma revisão administrativa inicial. O 100 & Change foi projetado para ser justo, aberto e transparente. A identidade dos juízes e a metodologia usada para avaliar as propostas iniciais são públicas. Os candidatos receberam comentários e feedback dos colegas, juízes e revisores técnicos. Os principais problemas da competição são discutidos em um blog no site da MacArthur.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.