Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020
Amazônia

Gêmeas siamesas da etnia Kokama morrem em Manaus

As duas meninas, nascidas no último domingo (25) em Tefé, estavam ligadas pelo abdomem e morreram após apresentar problemas respiratórios



1.jpg As crianças ficaram internadas por um dia no ICAM em Manaus
26/03/2012 às 20:15

Gêmeas siamesas da etnia Kokama, nascidas no último domingo (25) na zona rural de Tefé (a 523 quilômetros de Manaus) morreram na tarde desta segunda-feira (26) em Manaus após apresentarem bradicardia (redução dos batimentos cardíacos). As irmãs estavam internadas na Unidade de Cuidados Semi-Intensivos do Instituto da Criança do Amazonas (Icam) desde domingo.

Segundo informações da assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) as crianças estavam unidas pelo abdomem e passariam por uma série de exames nos próximos dias. A primeira etapa da investigação consistiria em descobrir se os órgãos vitais como coração, rins, fígado e pulmão eram compartilhados, mas os exames não chegaram a ser feitos.



As gêmeas nasceram às 10h do último domingo, por meio de uma cesariana no Hospital Regional de Tefé, e foram transferidas para a capital minutos após o parto, acompanhadas do pai.

A mãe de 27 anos, cujo nome não foi divulgado, é indígena e têm outros três filhos nascidos de parto normal. A família mora na aldeia Barreida da Missão de Cima, localizada na Zona rural de Tefé.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.