Domingo, 15 de Setembro de 2019
DECLARAÇÃO

Governadores do Norte são ‘coniventes’ com desmatamento, diz Bolsonaro

Sem citar nomes, Bolsonaro disse que alguns governadores "não estão movendo uma palha" para resolver a situação do aumento do desmatamento na floresta Amazônica



bolsonaro-antonio-cruz1_944E696B-F4C4-4299-913F-94ED7F103FDA.jpg Foto: Antônio Cruz / Agência Brasil
21/08/2019 às 13:36

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (21), que governadores da região Norte são "coniventes" com o aumento do desmatamento e de queimadas na Amazônia. Sem citar nomes, Bolsonaro disse que alguns governadores "não estão movendo uma palha" para resolver a situação e que "estão gostando" disso.

“Tem governador, não quero citar nome, que está conivente com o que está acontecendo e bota a culpa no governo federal. Tem estados aí, que não quero citar, na região Norte, que o governador não está movendo uma palha para ajudar a combater incêndio. Está gostando disso daí”, afirmou a jornalistas da Agência Brasil e de outros veículos, na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília.

‘Não fizeram nada’

De acordo com Bolsonaro, alguns governadores não fizeram "nada" para combater o desmatamento na região. “Pergunte a cada governador, se não me engano são sete governadores da região Norte, Nordeste nove, pergunte para a assessoria de imprensa deles o que está acontecendo, o que os governos estaduais já fizeram. Tem governo estadual que não fez nada, e pode fazer”.

Bolsonaro também levantou a hipótese de que o aumento das queimadas na Amazônia pode ter sido causado por membros de Organizações Não Governamentais (Ong's) para prejudicar a imagem de seu governo. O presidente ressaltou que é preciso primeiro combater o crime, e depois identificar o responsável, mas disse que essa suposta ação de "ongueiros" poderia ser uma retaliação ao corte de repasses para essas organizações.

“O crime existe, e isso aí nós temos que fazer o possível para que esse crime não aumente, mas nós tiramos dinheiros de ONGs. Dos repasses de fora, 40% ia para ONGs. Não tem mais. Acabamos também com o repasse de dinheiro público. De forma que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro. Então, pode estar havendo, não estou afirmando, ação criminosa desses ‘ongueiros’ para exatamente chamar a atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil”.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Comunicação do Governo do AM e aguarda uma nota comentando o caso.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.