Sábado, 18 de Maio de 2019
Amazônia

IDAM investe na cultura do açaí

A ideia é ampliar a área de açaí cultivado na região. E despertar interesse dos agricultores, para a diversificação da produção.



1.jpg
Açaí é uma das matérias-primas utilizadas nos produtos da 100% Amazônia
16/01/2013 às 11:54

Como forma de incentivar a produção do açaí no Estado, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas – Idam, desenvolveu, no município de Manicoré, um projeto para oito hectares de açaí semi-mecanizado,financiado pelo Banco do Brasil, por meio do Programa Mais Alimentos. A ideia é ampliar a área de açaí cultivado na região. E despertar interesse dosagricultores, para a diversificação da produção.

Para isso, a Unidade Local (Unloc), está viabilizando novos projetos de custeiopara incremento nos plantios já implantados e, também, projetos para aquisiçãode máquinas agrícolas. Nesta ação, o município já foi contemplado com onzemáquinas agrícolas, entre tratores e caminhões.

O presidente da comunidade Conceição do Uruá, Marcos Campos, esteve ontem, 13,na Unloc para revisar o projeto que vai permitir o financiamento de um tratorpara a comunidade. O benefício contribuirá com escoamento da produção,principalmente de mandioca - principal atividade agrícola da comunidade, alémdo preparo das áreas para o plantio.

Turismo Rural
Além dessas ações, a Unloc,este ano, vai apoiar projetos de Assistência Técnica e Extensão Rural - ATERpara o turismo rural. Esta prática vem se consolidando frente às belezasnaturais do município de Manicoré. Entre os agricultores beneficiados está osenhor Edson Xavier, que possuí uma propriedade agrícola nas margens do rioAtininga, com alto potencial para exploração do turismo rural. A propriedadepossui uma diversidade de espécies cultivadas e nativas.

Diversificaçãode Produtos
O gerente da Unloc/Idam,Cleudo Brasil, destacou outras metas para 2013. Entre elas, o fortalecimento doassociativismo, das políticas públicas voltadas para o setor primário;incentivo aos agricultores familiares, nos plantios de melancia, banana, açaí;e investimento na citricultura, além dos produtos extrativistas como, castanhae borracha.

“O motivo maior que move os trabalhos de Assistência Técnica eExtensão Rural, não é só os aspectos de produção, mas a sustentabilidade dafamília e do meio ambiente, bem como saúde e educação, buscando a melhoria naqualidade de vida do agricultor familiar, ratificou o gerente, que já começa a perceberresultados na economia do município.
 



Como forma deincentivar a produção do açaí no Estado, o Instituto de DesenvolvimentoAgropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas – Idam, desenvolveu, nomunicípio de Manicoré, um projeto para oito hectares de açaí semi-mecanizado,financiado pelo Banco do Brasil, por meio do Programa Mais Alimentos.

A ideia é ampliar a área de açaí cultivado na região. E despertar interesse dosagricultores, para a diversificação da produção.

Para isso, a Unidade Local (Unloc), está viabilizando novos projetos de custeiopara incremento nos plantios já implantados e, também, projetos para aquisiçãode máquinas agrícolas. Nesta ação, o município já foi contemplado com onzemáquinas agrícolas, entre tratores e caminhões.

O presidente da comunidade Conceição do Uruá, Marcos Campos, esteve ontem, 13,na Unloc para revisar o projeto que vai permitir o financiamento de um tratorpara a comunidade. O benefício contribuirá com escoamento da produção,principalmente de mandioca - principal atividade agrícola da comunidade, alémdo preparo das áreas para o plantio.

Turismo Rural
Além dessas ações, a Unloc,este ano, vai apoiar projetos de Assistência Técnica e Extensão Rural - ATERpara o turismo rural. Esta prática vem se consolidando frente às belezasnaturais do município de Manicoré. Entre os agricultores beneficiados está osenhor Edson Xavier, que possuí uma propriedade agrícola nas margens do rioAtininga, com alto potencial para exploração do turismo rural. A propriedadepossui uma diversidade de espécies cultivadas e nativas.

Diversificaçãode Produtos
O gerente da Unloc/Idam,Cleudo Brasil, destacou outras metas para 2013. Entre elas, o fortalecimento doassociativismo, das políticas públicas voltadas para o setor primário;incentivo aos agricultores familiares, nos plantios de melancia, banana, açaí;e investimento na citricultura, além dos produtos extrativistas como, castanhae borracha. “O motivo maior que move os trabalhos de Assistência Técnica eExtensão Rural, não é só os aspectos de produção, mas a sustentabilidade dafamília e do meio ambiente, bem como saúde e educação, buscando a melhoria naqualidade de vida do agricultor familiar, ratificou o gerente, que já começa a perceberresultados na economia do município.
 

Como forma deincentivar a produção do açaí no Estado, o Instituto de DesenvolvimentoAgropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas – Idam, desenvolveu, nomunicípio de Manicoré, um projeto para oito hectares de açaí semi-mecanizado,financiado pelo Banco do Brasil, por meio do Programa Mais Alimentos.

A ideia é ampliar a área de açaí cultivado na região. E despertar interesse dosagricultores, para a diversificação da produção.

Para isso, a Unidade Local (Unloc), está viabilizando novos projetos de custeiopara incremento nos plantios já implantados e, também, projetos para aquisiçãode máquinas agrícolas. Nesta ação, o município já foi contemplado com onzemáquinas agrícolas, entre tratores e caminhões.

O presidente da comunidade Conceição do Uruá, Marcos Campos, esteve ontem, 13,na Unloc para revisar o projeto que vai permitir o financiamento de um tratorpara a comunidade. O benefício contribuirá com escoamento da produção,principalmente de mandioca - principal atividade agrícola da comunidade, alémdo preparo das áreas para o plantio.

Turismo Rural
Além dessas ações, a Unloc,este ano, vai apoiar projetos de Assistência Técnica e Extensão Rural - ATERpara o turismo rural. Esta prática vem se consolidando frente às belezasnaturais do município de Manicoré. Entre os agricultores beneficiados está osenhor Edson Xavier, que possuí uma propriedade agrícola nas margens do rioAtininga, com alto potencial para exploração do turismo rural. A propriedadepossui uma diversidade de espécies cultivadas e nativas.

Diversificaçãode Produtos
O gerente da Unloc/Idam,Cleudo Brasil, destacou outras metas para 2013. Entre elas, o fortalecimento doassociativismo, das políticas públicas voltadas para o setor primário;incentivo aos agricultores familiares, nos plantios de melancia, banana, açaí;e investimento na citricultura, além dos produtos extrativistas como, castanhae borracha. “O motivo maior que move os trabalhos de Assistência Técnica eExtensão Rural, não é só os aspectos de produção, mas a sustentabilidade dafamília e do meio ambiente, bem como saúde e educação, buscando a melhoria naqualidade de vida do agricultor familiar, ratificou o gerente, que já começa a perceberresultados na economia do município.
 

Como forma deincentivar a produção do açaí no Estado, o Instituto de DesenvolvimentoAgropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas – Idam, desenvolveu, nomunicípio de Manicoré, um projeto para oito hectares de açaí semi-mecanizado,financiado pelo Banco do Brasil, por meio do Programa Mais Alimentos.

A ideia é ampliar a área de açaí cultivado na região. E despertar interesse dosagricultores, para a diversificação da produção.

Para isso, a Unidade Local (Unloc), está viabilizando novos projetos de custeiopara incremento nos plantios já implantados e, também, projetos para aquisiçãode máquinas agrícolas. Nesta ação, o município já foi contemplado com onzemáquinas agrícolas, entre tratores e caminhões.

O presidente da comunidade Conceição do Uruá, Marcos Campos, esteve ontem, 13,na Unloc para revisar o projeto que vai permitir o financiamento de um tratorpara a comunidade. O benefício contribuirá com escoamento da produção,principalmente de mandioca - principal atividade agrícola da comunidade, alémdo preparo das áreas para o plantio.

Turismo Rural
Além dessas ações, a Unloc,este ano, vai apoiar projetos de Assistência Técnica e Extensão Rural - ATERpara o turismo rural. Esta prática vem se consolidando frente às belezasnaturais do município de Manicoré. Entre os agricultores beneficiados está osenhor Edson Xavier, que possuí uma propriedade agrícola nas margens do rioAtininga, com alto potencial para exploração do turismo rural. A propriedadepossui uma diversidade de espécies cultivadas e nativas.

Diversificaçãode Produtos
O gerente da Unloc/Idam,Cleudo Brasil, destacou outras metas para 2013. Entre elas, o fortalecimento doassociativismo, das políticas públicas voltadas para o setor primário;incentivo aos agricultores familiares, nos plantios de melancia, banana, açaí;e investimento na citricultura, além dos produtos extrativistas como, castanhae borracha. “O motivo maior que move os trabalhos de Assistência Técnica eExtensão Rural, não é só os aspectos de produção, mas a sustentabilidade dafamília e do meio ambiente, bem como saúde e educação, buscando a melhoria naqualidade de vida do agricultor familiar, ratificou o gerente, que já começa a perceberresultados na economia do município.
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.