Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
terras

Índios protestam no Planalto contra possível retrocesso em demarcação de terras

Conselho Indígena Missionário divulgou nota em que manifesta preocupação com informações de que o presidente interino Michel Temer pretende revogar atos demarcando terras indígenas nos últimos dias do governo de Dilma Rousseff



amana.JPG Floresta Nacional do Amana, no Amazonas, havia sido expandida num dos últimos decretos assinados pela presidente Dilma (foto: Divulgação/ICMBio)

Um grupo de 44 indígenas protesta no Palácio do Planalto contra retrocessos nas políticas de demarcações de terras tradicionais e para defender direitos constituicionais indígenas. Eles chegaram ao local pouco depois das 15h, e fazem rituais, rezas, cantos e danças tradicionais com instrumentos musicais e roupas tradicionais.

Representantes do governo que foram até a manifestação tentaram conversar com os indígenas, que bloqueiam apenas uma faixa da avenida em frente ao Planalto, mas ainda não conseguiram uma interlocução. De acordo com Leila, guarani-nhandeva, que reside na fronteira do Mato Grosso do Sul, o grupo reivindica o direito à terra.

"Queremos a homologação e demarcação das terras no Mato Grosso do Sul. Nós vamos ficar aqui até haver", afirmou.

Antes do protesto, o Conselho Indígena Missionário (Cimi) divulgou uma nota em que manifesta preocupação com informações veiculadas de que o presidente interino Michel Temer pretende revogar atos administrativos demarcando terras indígenas nos últimos dias do governo da presidenta afastada, Dilma Rousseff.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.