Publicidade
Amazônia
Amazônia

Inpa descobre cravinho que combate o vírus da dengue

Pesquisa realizada pelo Instituto aferiu a eficiência de substância encontrada no cravinho para combater as larvas do aedes aegypti 10/04/2013 às 11:08
Show 1
O cravinho tem uma substância chamada eugenol, que tem potencial para evitar o crescimento das larvas do aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue
Carolina Silva ---

A prevenção da dengue se dá basicamente pela eliminação das larvas do mosquito transmissor da doença, o aedes aegypti. O surgimento de larvas é sinal de alerta para que a população adote cada vez mais medidas visando combater o mosquito transmissor do vírus.

Uma pesquisa desenvolvida no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) descobriu que uma substância encontrada no cravo-da-índia é capaz de combater as larvas do aedes aegypti. Os pesquisadores conseguiram eliminar as larvas do mosquito em apenas 24 horas. A dengue é uma doença causada por um vírus da família Flaviridae.

De acordo com a pesquisadora Ilea Brandão Rodrigues, estudos anteriores já indicavam a eficiência da substância chamada eugenol em condições de laboratório com algumas espécies de insetos. Mas, segundo ela, em residências e em condições da Amazônia o estudo é inédito e mostrou o potencial da substância no combate a epidemia da dengue.

“O teste consistiu em ensaios em laboratório e ensaios em residências com aplicação direta do extrato e observações sistemáticas por 20 dias da presença de larvas nos aparadores de plantas usados nos testes”, explicou a pesquisadora do Inpa.

A pesquisa foi desenvolvida durante dois anos no Amazonas. “O que nos motivou a desenvolvê-la está relacionado à contribuição que a população pode dar no combate a dengue com alternativas que estão a disposição delas”, ressaltou a pesquisadora.

Os testes com o eugenol foram feitos em residências dos bairros Coroado, Ouro Verde e Vale do Amanhecer, na Zona Leste. Rodrigues afirmou que na época, as localidades apresentavam grande quantidade de mosquitos transmissores da dengue, conforme apontavam os estudos de acompanhamento feitos pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS).

A fórmula para combater as larvas do aedes aegypti é simples de ser preparada em qualquer casa e por qualquer pessoa. É necessário bater 60 botões de cravo-da-índia no liquidificador contendo 1 xícara e meia de água. Essa é a dose recomendada pelos pesquisadores do Inpa.

“A dose em aparadores pequenos (cerca de 15cm de diâmetro) é de três colheres de sopa; aparadores médios (cerca de 25 cm), quatro colheres e aparadores grandes (acima de 30cm), cinco colheres de sopa”, orienta Ilea Brandão Rodrigues, que junto com os pesquisadores Eunice da Silva Medeiros e Wanderli Pedro Tadei descobriu a capacidade do crevo-da-índia em combater larvas do mosquito transmissor da dengue.

Empresas

Nesta terça-feira (09), equipes de fiscais do Departamento de Vigilância Sanitária (Dvisa) autuaram construtoras onde foram identificados focos do mosquito da dengue. As multas somaram mais de R$ 14 mil e as empresas agora têm um  prazo de três dias para correção das irregularidades.

Publicidade
Publicidade