Publicidade
Amazônia
ANIMAIS

Instituto desenvolve aplicativo com realidade aumentada para Bosque da Ciência

O aplicativo 'Trilha Animal' permite que os visitantes do bosque visualizem animais escondidos pelo espaço. A ferramenta está disponível na Google Play Store 05/11/2018 às 12:16
Show bosque da ci ncia alterar 4dc407de a74e 48a0 adad b98fee35efd9
O Bosque da Ciência é uma área de aproximadamente 13 hectares, localizado em Manaus (Foto: Arquivo AC)
acritica.com* Manaus (AM)

O Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia, um dos maiores centros de pesquisa, inovação e desenvolvimento do Brasil, desenvolveu o aplicativo 'Trilha Animal' em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). A ferramente permite que os visitantes do Bosque da Ciência visualizem animais que geralmente ficam escondidos pela mata e obtenham informações sobre eles. 

O Bosque da Ciência é uma área de aproximadamente 13 hectares, localizado em Manaus, que tem como objetivo preservar a biodiversidade existente no local, além de fomentar e promover o desenvolvimento do programa de difusão científica e de educação ambiental do Inpa.

Aberto ao público em geral e às escolas da região, o bosque se caracteriza por deixar os animais livres. Apenas três espécies estão em cativeiro: o jacaré e a ariranha, por serem perigosos, e o peixe-boi, que precisa de água para sobreviver e fica em um tanque. 

No entanto, alguns animais presentes no bosque não são vistos com facilidade pelo público, como a cotia, por manter-se mais escondida, e o bicho-preguiça. Com o aplicativo Trilha Animal, o visitante precisará apenas ir até o local onde o bicho estaria para, através da tecnologia de realidade aumentada, visualizá-lo. O app já está disponível na Google Play Store. 

 “Os visitantes também terão acesso a diferentes informações sobre os animais, mas os dados só serão desbloqueados para os que chegarem até seus locais. Com essa medida, as pessoas ganham mais um incentivo para andar pelo bosque e conhecer efetivamente todos os seus espaços. De acordo com uma pesquisa que fizemos, as pessoas ficam restritas ao começo do parque e não exploram toda a diversidade disponível”, pontua Vladimir Andrade, gerente de produto do Sidia. 

O app também traz o  mapa do Bosque da Ciência com acesso a todos os serviços do local.  

Instalação

Como parte da parceria com o INPA, o Sidia também vai providenciar a instalação de sete placas físicas com informações dos animais presentes no local. O app foi desenvolvido, sem fins lucrativos, com investimento de Pesquisa & Desenvolvimento, e pode ser usado, gratuitamente, por usuários de dispositivos Android que têm suporte para realidade aumentada (Google ARCore). 

“Essa iniciativa mostra que a tecnologia também pode ajudar na preservação de nossas espécies, além de disseminar informação e conhecimento sobre nossa biodiversidade. O modelo pode ser aplicado em outros parques, reproduzindo informações de outros biomas”, afirma Vladimir Andrade.

Instituto

Fundado em 2004, o SIDIA (Instituto de Desenvolvimento para a Informática da Amazônia) é um centro de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) sediado em Manaus, Amazonas. Responsável por desenvolver aplicações e software embarcado para celulares, tablets, óculos de realidade virtual, realidade aumentada e  smartTV, inteligência artificial e criação de games de classe mundial para o mercado local e global. O Instituto conta com um time de profissionais formado por pessoas das mais variadas formações intelectuais, culturais e engajadas em inovação.

 *Com informações de assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade