Publicidade
Amazônia
PRESERVAÇÃO

Ipaam transfere para MG duas fêmeas da ave mutum ameaçadas de extinção

Animais vão para criadouro científico de fauna silvestre para fins de conservação e reprodução da espécie 14/12/2017 às 16:50
Show paujil bird
Foto: Reprodução/internet
acritica.com

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) transfere nesta sexta-feira (15) duas fêmeas da ave mutum-de-fava (Crax globulosa) para um criadouro científico de fauna silvestre para fins de conservação no município de Contagem, em Minas Gerais.

A espécie foi incluída na Lista Nacional Oficial das Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção na categoria “Em Perigo” (EN) da Portaria nº 444, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), publicada no dia 18 de dezembro de 2014.

De acordo com o presidente do Ipaam e secretário estadual do Meio Ambiente (Sema), Marcelo Dutra, as aves estavam aguardando vaga no criadouro mineiro, que já obteve sucesso com o trabalho de reprodução do mutum-de-alagoas, outra espécie em risco de extinção no País. “Uma delas foi entregue voluntariamente por um agricultor no município de Juruá e a outra estava no zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS)”, informou.

Segundo levantamentos do MMA, o Brasil tem 165 espécies na lista e é o país com maior número de aves globalmente ameaçadas de extinção. Estas representam 12% de todas as aves em risco no planeta.

Características da ave

O mutum-de-fava é uma ave da Ordem Galliformes da família Cracidae e é encontrada na região Norte do Brasil, Colômbia até a Bolívia. A ave mede de 82 a 89 centímetros e pesa cerca de 2,5 quilos. Sua distribuição vai da Colômbia e norte do Brasil até a Bolívia, na Amazônia meridional do sul do rio amazonas até o Mato Grosso.

A fêmea constrói o ninho em árvores entre dois a três metros de altura, a postura é de dois a três ovos, e a eclosão ocorre em torno de 26 dias de incubação.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade