Publicidade
Amazônia
BOA AÇÃO

Lago Tarumã recebe ações ambientais voluntárias para retirada de lixo da água

Remada Ambiental e Grito D’água acontecem neste sábado com recolhimento de poluição do lago e também criação de ecobarreira contra o lixo 24/11/2017 às 21:26 - Atualizado em 23/12/2017 às 19:11
Show grito
acritica.com Manaus

O lago Tarumã, na Zona Oeste, será o palco de duas ações ambientais voluntárias de limpeza dos igarapés e mananciais da região. O Grito D’água chega à quinta edição com a meta de recolher 3 toneladas de lixo das águas, aproveitando a vazante dos rios. Enquanto isso, a 18ª edição do projeto Remada Ambiental promete levar seu “time” formado por 257 voluntários para mais uma mobilização em prol do Tarumã. 

E, nas últimas edições, a Remada Ambiental ganhou um reforço de peso: a Ecocooperativa, uma cooperativa de catadores que trabalham com a reciclagem de garrafas PET, conta um dos coordenadores da Remada, Jadson Maciel, que é proprietário do SupAmazonas, estabelecimento que promove a iniciativa em parceria com a Ecolazer, Apoena Socioambiental e Acamdaf, Agrorio, entre outros. “Há cinco meses estamos com essa parceria com a Ecocooperativa, que nos cedeu bags para a coleta seletiva, que já fazemos no ato da coleta, separando todas as garrafas plásticas, que são encaminhadas à cooperativa para reciclagem, contribuindo também para a geração de renda dessas famílias”, contou Jadson, explicando que o restante do lixo coletado nas águas é encaminhado para a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana e Serviços Públicos (Semulsp).

Outra “aposta” da Remada é construção de uma ecobarreira para conter o avanço do lixo em igarapés e a expansão das ações, com palestras educativas em empresas e escolas, e campanhas de sensibilização junto aos moradores do entorno do lago. “Nosso objetivo é sensibilizar o máximo de pessoas e quanto mais iniciativas como a nossa, melhor”, disse Jadson.

Grito D’água
A quinta edição do Grito D’água, iniciativa da Pontocomm e do flutuante Abaré Sup&Food, acontece a partir das 7h30 de hoje, com a presença de pelo menos 50 voluntários que, nas últimas quatro edições, ajudaram a retirar mais de 4 toneladas de lixo das águas. 

Como nas edições anteriores, os voluntários poderão ajudar na limpeza acessando o flutuante Abaré, de onde lanchas seguirão para os locais da ação. Serão disponibilizadas ainda pranchas de Stand Up Paddle (SUP). “O que a gente pretende é, cada vez mais, tornar os rios e lagos  mais limpos”, afirma o empresário Diogo Vasconcelos, um dos coordenadores do evento.

Publicidade
Publicidade