Domingo, 19 de Maio de 2019
Amazônia

Microempreendedores desenvolvem suporte para criação de hortaliças em áreas externas

O projeto que ganhou o nome de  ‘Varanda Verde’ é um suporte que pode ser colocado em áreas externas de apartamentos e casas



1.jpg
A varanda verde permite a irrigação por até 15 dias e ainda oferece economia de água e benefícios à saúde
04/01/2016 às 11:27

Já pensou em cultivar alimentos mais saudáveis na varanda da sua casa, e o melhor, sem precisar regar todos dias as hortaliças? Tudo isso já é possível por meio da ‘Varanda Verde’, um projeto de pesquisa que conta com o apoio do governo do Estado via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) em busca de soluções sustentáveis para ambientes urbanos.

A ‘Varanda Verde’ é um suporte que pode ser colocado em áreas externas de apartamentos e casas. Com um sistema de horta com alta irrigação por meio da capilaridade utilizando as próprias plantas para irrigar dar raízes até as folhas, e capacidade para armazenar até seis litros de água e 35 quilos de terra, a varanda verde permite uma maior autonomia e redução no tempo dedicado ao cuidado das plantas.

“A ideia é que a pessoa pare de usar temperos industrializados que fazem mal a saúde e comecem a cultivar seus próprios temperos dentro de casa. Com o suporte a pessoa pode cultivar os próprios alimentos e tira dali algo que ele mesmo plantou, ou seja, ela sabe de onde vem a hortaliças que estão sendo consumidas diariamente, longe de agrotóxicos”, disse a responsável pelo projeto de pesquisa, Ananda Aguiar.  

De acordo com ela, com a correria da sociedade pós-moderna, a iniciativa foi pensada para oferecer mais qualidade de vida à população que aliasse praticidade e o contato com a natureza. “São vários os benefícios do suporte, primeiro a conexão do ser humano com o meio ambiente. É educativo também, pois as crianças aprendem a respeitar a natureza. Nosso produto busca dar mais praticidade como a vida moderna pede”, disse Ananda.

Saiba como funciona a ‘Varanda Verde”

O suporte se adequa as varandas, podendo ser pendurado na parede, fixo no chão ou com rodinhas que permite a melhor locomoção da ferramenta. Com um design inovador, o produto oferece várias opções de cores para o cliente e deve ser comercializado, no primeiro momento, apenas online.

O próximo passo da equipe de pesquisa é elaborar um manual com informações sobre adubação e cultivo de hortaliças em residências e ambientes urbanos para ser disponibilizado junto com a ‘Varanda Verde’.

Apoio financeiro

A ‘Varanda Verde’ é um dos 40 projetos aprovados no Programa Sinapse da Inovação, fruto de uma parceria firmada entre a Fapeam com a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), que visa transformar os resultados de projetos de pesquisa de universidades e instituições de ciência, tecnologia e inovação em produtos inovadores competitivos, além de fortalecer o empreendedorismo inovador.

Para Ananda Aguiar, todas orientações recebidas durante as capacitações do Sinapse da Inovação foram fundamentais para idealização do projeto. “Durante os encontros, aperfeiçoamos a nossa ideia conforme a necessidade do nosso cliente. Esse apoio dado pelas instituições fez com que a gente evoluísse como proposta de negócio. Isso foi muito importante, é um diferencial”, disse. 

*Com informações da assessoria de comunicação.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.