Sábado, 30 de Maio de 2020
Amazônia

Ministra quer acelerar recuperação de áreas abandonadas na Amazônia

Dados do Projeto TerraClass, desenvolvido em parceria com a Embrapa, vão mapear o uso das áreas desmatadas na Amazônia



1.jpg As áreas de pastagens representaram 66% do total desmatado na Amazônia

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse nesta quarta-feira (19) que o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) vai divulgar neste ano os dados do projeto TerraClass até 2012. Desenvolvido em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, o projeto mapeia o uso das áreas desmatadas na Amazônia.

Os últimos dados referentes a 2010 apontavam que 22% da área desmatada até 2009 (165,2 mil km²) consistiam de áreas abandonadas, e que estavam em processo de regeneração. As áreas de pastagens eram o maior percentual, ocupando 66% do total desmatado (460 mil km²). E a agricultura anual ocupava 5,4% do total de desmatamento (40 mil km²).



Para a ministra, é preciso acelerar o processo de recuperação das áreas abandonadas. Ela participou da 116ª Reunião do Conselho Nacional do Meio Ambiente. A ministra disse que está aguardando os dados do Inpe do Projeto de Monitoramento da Floresta Amazônica por Satélites (Prodes), que avalia anualmente o desmate por corte raso na Amazônia Legal, com base em imagens de satélites.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.